Quem sou eu

Minha foto

"Sou uma Bruxa (palavra com muitos significados na linguagem comum) porque uso as energias da natureza e celebro seus ciclos. Meu convívio com estas forças é forte e harmonioso visto que busco nelas as energias para me nutrir e auxiliar a quem necessitar. Minha grande Catedral é o Cosmos e ali estão todas as crenças, religiões e doutrinas que preciso para a evolução da alma. Ali coloco meu coração e recebo as energias para ser feliz. Como Wicca, meu ritual é feito ao ar livre e tenho o Céu (Cosmos) como cobertura e ali referencio a grande Mãe que somada as energias masculinas do Deus Conífero, formam, a meu ver, o equilíbrio necessário entre as forças Yin e Yang"

Selo de Hécate

Selo de Hécate

terça-feira, 30 de novembro de 2010

O PODER DO FEMININO

Estamos no Tempo da "Rainha, do Poder Feminino. Eu particularmente torço para isso, pois o mundo em mãos masculinas chegou nesse ponto que estamos vendo.É realmente necessária, para o bem do planeta, da entrada de uma força mais carinhosa, mais amorosa.

O xamanismo é a prática do Sagrado Feminino. É trabalhar com as energias densas da Mãe Terra e sutilizá-las.

img

Na verdade todas as mulheres deveriam ser Sacerdotizas Da Lua. A Lua é a Virgem, a Anciã, a Mulher e a Rainha.É a Senhora dos nossos sonhos e das nossas emoções.

Eu já há alguns anos me rendí a essa força. Tanto que há anos rendo homenagens para a Lua, nos momentos de Lua Cheia, onde todas as luas se encontram.

No processo de afirmação da mulher nesses anos, ela teve que utilizar muito a força masculina para posicionar-se melhor no mercado de trabalho, para conseguir seus direitos políticos e etc. frminiono conquistou espaços, mas também foi perdendo um pouco o encanto.

Sinto que a mulher deve saber relacionar-se com o mundo com sua energia feminina, estudando os arquétipos femininos, resgatando o poder sutíl, penetrante, encantador.

A mulher deve saber usar o poder feminino para suas realizações e suas conquistas, ao invés de pegar o que o homem tem de ruim para disputar sua posição. Ou seja ao invés de enfrentar o homem como homem, deve aprender a seduzí-lo como mulher. Ou numa linguagem mágica : aprender a encantá-lo.

E o homem não deve ficar atrás e trabalhar seu lado feminino no que diz respeito a sua intuição, seu lado criativo, seu lado mais sensível. Aprender a compartilhar mais as decisões com a mulher, usando " INTUIÇÃO FEMININA"

Lembro também o conceito taoísta, que dentro do Yang existe um pequeno Yin, e dentro do Yin existe um pequeno Yang. Os opostos complementares.

Eu creio que o momento de grande poder desse planeta será quando o " Rei e a Rainha " reinarem juntos. Assim como Sol se recolhe para o Lua reinar e vice-versa.

Essa polaridade é fundamental vejamos o exemplo da Ayahuasca que em todo o seu poder concentra a Forca Masculina do Cipó e a Luz Feminina das Folhas.

Assim cada um fortalecido na sua polaridade poderem fazer um matrimonio perfeito e se fortalecerem pela complementaridade, ao invés de se detonarem pelas suas diferenças
img

A cumplicidade feminina com as fontes de vida voltam a confirmar-se quando a mulher empreende uma nova tarefa. As mulheres foram, no princípio, coletoras de plantas, e mais tarde, quando se descobriu que uma semente introduzida na terra se reproduzia, transformaram-se em cultivadoras. Os derivados dos vegetais, especialmente os cereais, chegaram para constituir-se uma parte fundamental da alimentação humana. O papel das cultivadoras se transformou num verdadeiro suporte para a vida. O sustento que provinha das mulheres não terminava com sua maternidade.

Há muito tempo atrás, a imagem da Grande Mãe começou a experimentar certas modificações, já não era vista apenas como a extensão da terra. Na época de Ishtar, Isis e uma imensa lista, foram reverenciadas como Mães da Terra e no verdadeiro sentido de Deusas da Fertilidade.

Com frequência as Deusas eram comparadas com a mãe, esposa e amante, algumas vezes nas três simultaneamente.

Em relação às mulheres terrenas, devido a descoberta tardia de sua importância como cultivadoras, na terra invocava-se a Mãe-Terra para poder ter uma boa colheita.

Como a mulher, a Terra nos nutre e nos sustenta, por isso é uma Grande Mãe. Alguns pesquisadores acrecitam que os primeiros xamãs foram mulheres.

Em respeito a Mãe Terra, as mulheres mortais são tanto microcosmos como coadjuvantes. Daí deriva-se o sentimento místico que inspira o ciclo menstrual, e a ansiedade que o homem observa em qualquer alteração de fluxo.

Rupert Sheldrake, em "Renascimento da Natureza, faz alguns relatos sobre "A Mãe de Deus " :

A Virgem Maria é a forma predominante sob a qual a Mãe tem sido honrada e venerada pelos cristãos. Ela foi proclamada a Mãe de Deus no Concílio de Éfeso, no ano 431, e seu culto difundiu-se rapidamente por toda a cristandade.

img

Progressivamente, ela foi incorporando os títulos e os atributos de várias deusas pré-cristãs. Muitos de seus santuários foram erguidos em lugares antes consagrados a deusas, como em Éfeso, lugar onde ficava o templo de Ártemis. Esse processo teve lugar em toda a Europa, e continuou na América Latina e em outras areas evangelizadas pelos católicos romanos.

Nossa Senhora de Guadalupe é uma Viirgem Negra, tanto na forma mexicana como espanhola. Temos aqui no Brasil, a Nossa Senhora da Aparecida, ou sejam "Madonas Negras". Ninguém sabe como surgiu a tradfição da Virgens Negras, mas sua importância simbólica deve depender, em parte, de sua associação com a Terra e com a morte. A Grande Mãe das religiões arcaicas era a fonte de vida e fertilidade, e o ventre para qual toda a vida retornava. A deusa negra Kali, é a Grande Mãe em seu aspecto de destruidora, mas é também a fonte de nova vida. E a Virgem Maria está associada com a morte, bem como a fertilidade e com a nutrição : " Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós pecadores agora e na hora de nossa morte"

No decorrer de toda a década de 80, visões da Virgem Maria foram relatadas pesistentemente em várias partes do mundo, e foi anunciada como a "Rainha da Paz "Em 1988, o papa proclamou um ano mariano.A atitude do papa de honrar a Terra como Mãe é expressa pelo seu costume de beijar o solo quando descia do avião.

O texto abaixo é de Rosane Volpatto:

A negligência do aspecto interior tem levado, particularmente as mulheres, a certa falsificação de seus valores existenciais. Hoje em dia, o sucesso ou o fracasso da vida de uma mulher não é mais julgado como antigamente pelo critério exclusivo do casamento. À sua adaptação à vida agora, pode ser feita de diversas maneiras, cada uma das quais, oferecendo alguma oportunidade para resolver problemas, sejam de trabalho, de relações sociais ou necessidades emocionais.

O maior problema, observado em nossos dias é que no mundo ocidental se dá ênfase especial à valores externos e isso tem a justa medida à natureza do homem e não da mulher. O espírito feminino é mais subjetivo, mais relacionado com sentimentos do que com leis ou princípios externos, o que acaba regando conflitos. E a resultante destes conflitos é usualmente mais devastadora para as mulheres do que para os homens.

img

O despertar das deusas interiores, se faz importante, particularmente para as mulheres, mas não esqueçam os homens que este caráter feminino também lhes é peculiar(anima). A maior razão da seriedade deste tema, refere-se ao recente desenvolvimento do lado masculino da mulher (animus), que tem sido uma característica marcante nestes últimos anos. Este desenvolvimento masculino, está associado às exigências do mundo dos negócios e é até considerado pré-requisito para se ganhar a vida neste mercado tão competitivo. Mas esta mudança, de caráter benéfico na vida profissional das mulheres têm causado alterações profundas na sua relação consigo mesma e com os outros. Este conflito interno estabelecido entre a necessidade de expressa-se através do trabalho como o homem faz e a necessidade interior de viver de acordo com a sua natureza feminina, entraram em "xeque-mate".

Se as mulheres (homens também) pretendem ter contato com seu lado feminino perdido, precisa escolher um caminho que as fará despertar estas deusas adormecidas. Estes mitos e rituais de religiões antigas representam a projeção ingênua de realidades psicológicas. Não são deturpadas pela racionalização, porque em assuntos ligados ao reino do espírito, os povos primitivos e da antiguidade não pensavam, eles somente percebiam, sentiam e intuíam, como de fato ainda fazemos hoje. Conseqüentemente, estes produtos do inconsciente contêm um material psicológico dos mais puros e que pode ser reunido como formas de conhecimento acerca da realidade subjacente à vida do grupo, tornando-se assim, acessíveis a nós. Pois saibam todos, que quer queiram o não, nós somos geneticamente iguaiszinhos aos nossos antepassados.

Jung já no demonstrou que deuses e rituais representavam a fantasia do grupo e que esse material é interpretado psicologicamente por um método similar ao empregado no estudo dos produtos inconscientes de homens e mulheres a nível individual. E o que se constata, através da história é que mitos e rituais é que mitos e rituais se equivalem até em detalhes em culturas de povos bastante separados, nos levando a concluir, que temas psicológicos gerais são verdadeiros para humanidade como um todo. E, de fato, hoje em dia os sonhos e fantasias das pessoas mostram um caráter generalizado similar, lembrando mitos antigos e primitivos Essa semelhança entre o sonho e algum mito antigo pode ocorrer em casos onde não há nenhum conhecimento da existência de tal mito, de maneira que o sonho não pode ser explicado como "empréstimo". É, com certeza, uma criação espontânea do inconsciente, proveniente da carga hereditária contida naquela célula que é geneticamente igual à daquele nosso antigo ancestral, que nem sequer temos conhecimento de sua existência. Deu para entender? Pois é, mais uma vez, a pedra que os construtores humanos tentam continuamente rejeitar, está se tornando a pedra angular. Tirem suas próprias conclusões, pois eu já tenho a minha opinião formada, graças as minhas DEUSAS!

Abaixo, palavras de um Grande Xamã Brasileiro Sebastião Mota, o Padrinho Sebastião, o patriarca de uma comunidade daimista, o Céu do Mapiá, por ele fundado, no coração da Selva Amazônica. (Material extraído do Evangelho Segundo Sebastião Mota - Alex Polari) :

img

" As mulheres, se quiserem avistar sua própria Mãe Espiritual, devem se considerar iguais a ela. Poque não é com chafurdo (sujeira), não é com aquilo e aquilo outro, que o sujeiro pode chegar a ver uma Virgem Soberana ! Com rancor, com inveja, com ciúme, conquistando, fazzendo tudo isto não se chega a Ela ! "

" Todas as coisas vem da flor. A abelha, faz o mel da flor. Toda flor tem que dar uma semente qualquer. Não é ? Só a mulher é que não pode ser uma flor ? Vem o fruto, não é da flor ? Então eu considero. Eu examino tudo, pra depois, quando for conversar, ter realidade. Porque a voz do deserto quando falou para mim que toda mulher ia ser libertada, porque nunca tiveram liberdade e toda a vida foram sujeitas ao homem, mas que de agora pra frente elas iam ser libertas. E dai, rapaz, foi se vendo diretamente as coisas como estão ! A posição das mulheres era muito baixa ! Muito embaixo da ordem, desde a casa dos pais. Casada tava pior. Muito mais ! E além de tudo, presa aos filhos !

Não é a hsitória que eu tô contando que tudo no mundo é flçor ? Dá o fruto ? Então a mulher não pode ser uma flor ? O ffruto também não vem dela ? Da mesma flor ? Agora, quem não conhece....vai conhecer ! "

" Meus irmãos, outra coisa, que eu tenho para avisar a todos. Todo irmão, seja casado, seja solteiro, se volte às suas mamãezinhas. Todo aquele que não voltar à sua mamãezinha e pedir o seu perdão, não vai ter vida eterna. Porque o homem cresceu tanto, chegou a um ponto de conhecimento que abafou a pobre da mulher, deixou ela como uma escrava, como uma escrava daquelas. E coitada, o seu valor foi tiurado totalmente.

Mas agora quem tá dando valor delas é Deus. Deus dá o valor de todas as senhoras, para que o homem volte a reconhecer o que o seu próprio Filho conheceu, na minha Virgem Soberana Mãe, minha e todos nós.

Voltem ! Podem voltar às mamãezinhas. Quem tiver a sua mulher, tenha consciência. Porque a tua mulher também pode ter a consciência de que você é um Deus. Se ela é uma Virgem Soberana Mãe, é apenas uma semelhança. Está aí. Não é uma estátua não. É uma semelhança, para provar. Aquela que quer viver do mundo, torna-se do mundo."

LIBERTANDO AS PALAVRAS

img

Nós pecisamos deixar fora nossas cabeças e abandonar nossa insistência em usar palavras com as lineares limitações características da comunicação adulta. No geral a conversa do adulto é estruturada por controles e para garantir que os outros possam entender corretamente.

As crianças são ensinadas que a linguagem pode ser usada sómente com outros seres humanos (e possivelmente em loja de animais de estimação), e não com árvores, binquedos, pássaros ou animais selvagens. Nós fomos ensinando-as a usarem palavras como os adultos usam.

Angeles Arrien, escritora do "Caminho Quadruplo', ed. Ágora* :

A forma que o visionário tem de conservar a autenticidade e permanecer dentro do Arco Sagrado é dizer a verdade sem acusar nem julgar. Dizer a Verdade é um valor universal que destrói os padrões de negação e indulgência.

Leslie Gray, que pertence à linhagem dos Oneida, Powattan e Seminole, e que une as disciplinas de Estudos de Etnias Nativas e psicologia afirma que, em certas culturas nativas, o falar a verdade é denominado " falar com a língua do espírito". Willian Scutaz, em " The Truth Option", nos diz que a comunicação da verdade contribui para o enriquecimento interpessoal. para nos apresentarmos em plenitude, uns frente aos outros, e para chegar às relações humanas mais satisfatórias, devemos ser conscientes e honestos.

Dizer a verdade, sem críticas ou julgamentos, é a capacidade de expressar as coisas como elas são. Podemos fazer sem abdicar de nossas idéias, refletindo maneiras de se expressar " com a língua e espírito.

A comunicação que se faz marcar pela integridade sempre leva em consideração o tempo e o contexto, antes de liberar o conteúdo. Muitas vêzes sabemos exatamente o que queremos dizer, mas não levamos em consideração se ´e o devido tempo ou o devido lugar para expressar o conteúdo da comunicação. A Comunicação direta - declarar o que vemos, sem culpar nem julgar - significa que devemos considerar o alinhamento entrre a escolha das palavras apropriadas, o tom da voz e a postura corporal.

Segue abaixo pensamentos extraídos de "Earth Medicine " de Kenneth Meadows:

Quando nós falamos com Nossas Relações somos levados a conhecer muitas linguagens. Essas variadas formas de comunicação ensina-nos a usar todas as nossas percepções. Nós podemos falar com uma Relação Humana. Nós também podemos escolher cantar ou uivar com as Nossas Relações Criaturas, ou apenas ouvir suas canções. Com nossas Relações Plantas, nós podemos tocar para sentir suas necessidades ou seus espíritos.

Nós podemos falar palavras que desconhecemos, uma linguagem desconhecida par passar nossos sentimentos ou pensamentos aos nossos ancestrais do Espírito do Mundo, e nós podemos usar a voz, cantar ou dançar nossas mensagens de Graças ao Criador. Cada forma de expressão que nós usamos é uma forma de dizer, ou comunicar numa linguagem que pertencemos.

Jamie Sams : Cada ciclo da vida é tem sua linguagem própria. A linguagem em que estamos todos juntos ligados é chamada Hail-oh-way-an, a Linguagem do Amor, na linguagem Sêneca. Quando nós abordamos qualquer criatura com amor e calma em nossos corações, elas sentem que não precisam correr. Quando nos sentamos em silencio, podemos ouvir as vozes dos Espíritos do vento que se movem através das árvores. Se nós ouvirmos com nossos corações, os Espíritos da Água cantam para nós, trazendo suas mensagens de conhecimento.Fale com as Relações, a Mãe do Clã do Primeiro Ciclo da Lua, ensina-nos como compreender todas as formas de comunicação presentes nos seres vivos do mundo natural.

Amor - Paz e Luz !

A CONSCIÊNCIA DAS PALAVRAS

img

Uma praga rogada verbalmente, segundo os magos, é mais do que simples desejo de prejudicar alguém, a palavra falada é o veículo que conduz e transfere o malefício à vítima. O som vocal, na verdade, é o mais antigo dos simbolos. Dele nasceram palavras, depois as sentenças e, por fim, as línguas faladas.

Existem diversas hipóteses para explicar como os sons nasceram e evoluiram. Segundo alguns estudiosos do assunto, eles teriam se iniciado com gritos de medo, gemidos de dor, urros de raiva. Depois foram acrescentados sons emitidos sons emitidos por certos animais e rruídos provocados por determinados objetos. Aos poucos, o acervo inicial foi enriquecido, qté que, pelo constante uso, os sons transformaram-se em palavras. Todavia, os primórdios de uma linguagem estruturada só ocorreram quando homens, por estar vivendo em comunidades, criaram instintivamente meios mais eficientes de se comunicar entre sí.

Com o aumento da população e de comunidades nômades, que viviam em zonas sempre mais distantes e mudavam de hábitos alimentares e costumes, os idiomas básicos também sofreram transformações e tornaram-se diferentes uns dos outros.

A Bíblia usa a lenda da Torre de Babel, para explicar o fenômeno da multiplicidade dos idiomas encontrados por todo o mundo. Segundo Gênese XI, versículos 1/9, antigamente todos falavam de forma semelhante :

"E era a Terra duma mesma língua, e duma mesma fala. E aconteceu que, partindo eles do Oriente, acharam um vale na Terra de Sinear, e habitaram ali.(...) E disseram : Eia, edifiquemos nós uma cidade e uma torre cujo cume toque nos céus, e façamo-nos um nome, para que não sejamos espalhados sobre a face de toda a Terra."

img

O Senhor então desceu para ver o que os homens estavam fazendo e, achando que não haveria "restrição para tudo" que eles intentassem fazer, "estabeleceu um meio para que não se entendessem entre sí : confundiu a língua. Assim o Senhor os espalhou sobre a face de toda a terra e cessaram de edificar a cidade. Por isso se chamou o seu nome de Babel, porquanto alí confundiu o Senhor a língua de toda a Terra (...)."

A lenda de Babel é bastante antiga e conhecida em diversas partes do mundo. Quando os conquistadores espanhóis chegaram ao México, por exemplo, eles descobriram a existência de uma torre semelhante a de Babel, mas com outro nome : chamava-se Pirâmide de Cholula.

E, para explicar a diversidade das línguas faladas em diferentes partes do mundo, o registro de Popul Vuh, dos maias, afirma :

" Aqui as línguas das tribos mudaram, sua fala ficou diferente. tudo que ouviam e compreendiam ao partir de Tulan, tornou-se difererente

Nossa língua era uma quando partimos de Tulan. Lá esquecemos nossa fala (...)."

Existe uma lenda chinesa que não difere muito das conhecidas no Ocidente. Já, segundo, os persas, Arimã, o espírito do mal, dividiu a lingua original em 30 diferentes idiomas, dos quais teriam surgido todas as línguas faladas.

As lendas greco-romanas também descrevem fatos semelhantes - só que, em vez de Arimã, foi Mercurio quem dividiu em diversos idiomas a língua falada.img

Hoje, existem 2.796 línguas faladas e cerca de 8 mil dialetos. Curiosamente, em todo o mundo, as palavras e os nomes adquiriram, com o passar do tempo, conotações além das originais. de modo geral, os povos antigos acreditavam que, ao serem pronunciadas de maneira especial, as palavras tinham poderes sobrenaturais. Por isso como as doenças eram atribuídas a seres de outras dimensões, o sacerdote encarregado de curar um paciente procurava, em primeiro llugar, descobrir o nome do demônio responsável pelo mal. Então invocava-o nominalmente e o dominava. Mas havia uma recomendação : a invocação teria de ser feita enfáticamente, pois só assim teria um efeito semelhante ao de um ato físico.

Na Babilônia certos nomes eram considerados santos; por isso os sacerdotes amarravam os demônios cantando-os. Segundo Margaret Stutley, autora do livro Ancient Indian Magic e Folklore, foi esse ato mágico que deu nome à arte de "encantar". Os gregos transferiam a doença aos corvos dizendo ; "Vá para os corvos." Os sumerianos, por sua vez, matavam um cabrito branco - que em certos casos era substituido por um porco -, retiravam o coração do animal morto e, depois de colocá-lo na mão do paciente, transferiam a doença para ele, por meio de encantações. Vale lembrar que também Jesus usou essa forma de cura, ordenando que demônios saíssem de um homem e entrassem numa manada de porcos.

No conceito de alguns povos, a palavra falada era tão poderosa que se acreditava que uma praga proferida verbalmente se consolidava em matéria física e não poderia ser destruída até o desejo em questão ser concretizado. Todavia, depois que isso acontecesse, a praga poderia ser contrabalançada por palavras boas, e até por um pensamento forte.

Os hebreu, os cananeus e alguns povos semitas acreditavam que , quando pronunciada em voz alta, a praga tinha poderes ideênticos aos de certas fórmulas mágicas, que expressas verbalmente, liberavam forças sobrenaturais. Na opinião desses povos, tantos as pragas como as bençãos eram indestrutíveis. Na própria Bíblia existe a confirmação dessa crença. Segundo o livro, Isaac deveria ter abençoado Esaí, mas por engano abençoou seu segundo filho Jacó, e não pode desfazer aquele ato nem impedir que os benefícios da benção recaíssem sobre ele.

COMUNICAÇÃO COM O ESPÍRITO

Há um conhecimento xamânico de que, não há espaço vazio dentro ou ao redor de nós. Existe uma substância própria que movimenta-se e muda, e, pode ocupar um lugar e comunicar-se.img

Há a linguagem da comunicação com o Espírito e com a essência espiritual de outras formas de energia. Continuando nosso estudo da palavra no xamanismo, Tom Cowan em seu livro : "Shamanism - As a Spiritual Practice for Daily Life" , diz que não começamos a vida com toda a linguagem. Palavras e seus significados, estruturas de sentenças, as sutilezas das frases, todos chegam devagarinho através dos anos, de muita prática, e com uma boa parte de frustração.

Dando nome às coisas, como gatos, coelhos, nos colocamos separados, de alguma forma, de algo do universo. Nossos primeiras tentativas de atrair poder era usando as palavras de um modo mágico. Expressamos rápidamente sílabas sem sentido para expressar algum sentimento na presença de objetos, pessoas e experiências. Nós podemos também inventar nomes para coisas, antes de sabermos qual é o seu nome real.

Povos Tribais, especialmente xamãs, têm formas pessoais e similares de usar a linguagem. Os xamãs entendem a linguagem dos animais e dos pássaros, comunicam-se com árvores, rios e montanhas, e retornam de sua jornada para o "Espírito do Mundo" com novas canções de poder. Como crianças cantam versos, práticas xamânicas incluem "cantar palavras", frases ou simples vocábulos para acessar um estado não ordinário de consciência.Igualmente é importante para o xamã a habilidade para aquietar e observar a natureza e os espíritos sem a interferência da linguagem, que poderá nos trazer uma experiência artificial.

Orpingarlik, um xamã esquimó, conta a canalização da canção:

"Nossos pensamentos são dirigidos por uma força como uma enchente ou como um calor que nos evita e buscar novas formas para expressar a nós mesmos. Mas depois que isso passara poderá ocorrer.

Nos sentimos pequenos, e ainda menores e ficamos com medo de usar palavras, porque acontece que ela chega de nós mesmos. Quando as palavras soltam fora de nós mesmos - Nós temos uma canção ".

Lame Deer disse que seu povo busca símbolos e imagens por ser uma ponte do espiritual com o lugar comum, diferente dos povos do oeste onde "símbolos eram apenas palavras". Ele explicou :

" Para nós são parte da natureza, parte de nós mesmos - a Terra, o Sol, o vento e a chuva, pedras, arvores, animais, cada pequeno inseto como formigas e gafanhotos. Nós tentamos entender, não com a cabeça, mas com o coração."

METAFÍSICA DA FALA

Meu querido irmão espiritual, o jornalista Romeu Graciano, que me levou para conhecer o Santo Daime, quando era da Planeta escreveu uma matéria interessante sobre a Força Criadora da Palavra - A Metafísica da Fala. Transcrevo abaixo :img

Os dons da linguagem e da voz são desperdiçados em nossa cultura, incapaz de compreender a refinada arte da conversação. A fala não só é a expressão do pensamento, como também manifesta no mundo da matéria a realidade criada pela mente humana.

A situação relatada a seguir aconteceu num grupo de sustentação espiritual da Cidade de São Paulo :

" Estou no fundo do poço", resumiu uma das participantes para descrever como estava se sentindo e justificar a sua dificuldade para colocar em prática alguns dos ensinamentos recebidos.

" Você não está no fundo do poço, está no fundo de um útero que irá fazer você renascer", corrigiu um dos orientadores, mostrando a vantagem de empregar palavras construtivas quando vamos expressar sentimentos indesejáveis.

Sem perceber, nós influenciamos as circunstâncias da nossa vida através das palavras. Os chavões negativos presentes em nossa linguagem demonstram parte do condicionamento mental a que estamos submetidos, que transforma tanta gente em vítimas inconscientes de sí mesmas, ás vezes paralisadas na escuridão do "fundo do poço" ou encurraladas num "beco sem saída".

Nossas faculdades de verbalização desconhecem a natureza mágica das palavras e seus efeitos nas esferas sutís da existência. Se assim não fosse, possivelmente o ser humano daria muito mais valor ao silêncio, seria mais econômico em sua fala e refletiria antes de dizer algo.

img

Lamentavelmente, a conversação costuma ser um amontoado de pensamentos e sentimentos pouco edificantes, serve de compensação das ansiedades e desequilíbrios da maioria das pessoas. Quanto menor for o controle dos órgãos dos sentidos, mais dificuldade se tem paara dominar a língua. Por isso se diz tanta inutilidade, se lança, inconsequentemente, uma quantidade absurda de palavras nocivas no ambiente que compartilhamos com os outros. Tal forma de poluição deveria ser mais notada e prevenida.

"Não sabeis que o que entra pela boca desce ao estômago e é jogado no esgoto ? Mas o que sai da boca provém do coração e isso torna impuro o homem. Porque do coração provém os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, a prostituição, os roubos, os falsos testemunhos, as blasfêmias. É isso o que torna o homem impuro. Mas comer sem lavar as mãos, isso não torna o homem impuro" (Mateus,15), disse Jesus para explicar a razão do cuidado que se deve ter com o que "sai da boca".

A palavra falada é a exteriorização audível do pensamento. Enquanto som propagado através do ar, a palavra produz vibrações e ressonâncias em nós próprios (internas e externas) e no meio ambiente, o que evidencia algo do seu poder de agir na realidade concreta. Em termos psicológicos, seus múltiplos efeitos podem ser observados pelas impressões mentais e emocionais causadas naqueles que a recebem.

As imagens e sensações associadas ao "fundo do poço", por exemplo, são diametralmente opostas às condições de quem se visualiza dentro de um útero acolhedor, aguardando o momento de seguir confiante para a vida.

Dependendo da frequência e intensidade com que são repetidas, as palavras estbelecem atitudes boas ou más em nosso comportamento.

Sem a determinação da vontade para controlar a negatividade que, muitas vezes, acompanha o discurso, o indivíduo fortalece no subconsciente padrões de comportamento de igual natureza. é o que acontece com pessoas habituadas a se julgarem "incapazes", "sem sorte", num conformismo que dá continuidade a essses estados.

img

O uso de palavras mágicas, de fórmulas tipo abracadabra, subentende um conhecimento fundamental na força do verbo (Logos) criador, que, segundo a crença, organizou e deu forma à matéria dispersa antes do surgimento do Universo.

A teoria do Big Bang, a explosão primordial ocorrida há cerca de 15 bilhões de anos, seria a versão científica do fabuloso acontecimento sonoro, que a traadição religiosa ocidental associou como o Verbo Divino.

Não é preciso dominar fórmulas mágicas para entender que a fala transpõe para o mundo material as energias sutís trabalhadas pela mente humana. como a energia segue o pensamento, ao verbalizá-lo mobilizamos essa energia para se manifestar. A eficácia desse processo dependerá da nossa concentração num determinado pensamento, que deverá estar apoiado na intensidade da fala e do sentimento. Isso responde o porquê de as pessoas geralmente criarem situações de tanto se preocupar e falar a respeito.

É o caso da esposa cismada com a infidelidade do marido, e que um dia descobre a existência de outra mulher, confirmando suas antigas suspeitas. O ciúme doentio tem alta capacidade de estimular a imaginação.

E, se não estamos em paz com nossos pensamentos, fatalmente falamos muito mais do que deveríamos. Pessoas que usam supostas estórias de acusações contra seus parceiros estão, na verdade, plantando provavelmente situações futuras. Como se plasmassem, com a linguagem e seus pensamentos, a realidade que não desejam ver acontecer.

A metafísica da linguagem é um campo vasto e pouco explorado. Exemplo: você pode ajudar uma pessoa sem confiança nas suas capacidades conversando com ela, falando-lhe com firmeza, convicção e sentimento dos seus potenciais adormecidos. Usando o poder da palavra para lhe avivar as qualidades que ela não consegue reconhecer. Não é forçar elogios. Seja sincero e intuitivo, use a empatia para explorar pontos importantes do eu interior dela. Mesmo que ela não acredite no que estiver ouvindo, a força contidanas suas palavras deixará algum registro desse momento a ser resgatado.

Se estamos conscientes da presença invisível de outras inteligências, é bom saber que, ao lançarmos uma idéia no ar, podemos atrair habitantes do outro plano interessados na realização do que foi dito sem objetivo aparente, só par "jogar conversa fora". Já que não só as paredes tem ouvidos, é aconselhavel avaliar bem tudo aquilo que se diz, levando em conta que o mal produzido pelas palavras se propaga muito além do alcance da nossa ação para remediá-lo.

img

Havia um homem que procurou Maomé para resolver um sério problema : " Sinto-me muito infeliz por ter agido mal com um dos meus amigos. Acusei-o injustamente, caluniei-o e agora não sei como reparar o mal que fiz. O que me aconselhas ? " Maomé então lhe disse: " Eis o que deves fazer: vai pôr uma pena em frente de cada casa da cidade e amanhã vem falar comigo outra vez." Após cumprir a orientação recebida, no dia seguinte o homem lhe fez noca visita. "Fizeste bem. Agora vai buscar as penas e traga-as aqui", disse o profeta. As horas passaram e lá estava o homem de volta : " Não encontrei uma única pena !", ele logo foi dizendo. E Maomé replicou: " O mesmo se passa com as palavras : uma vez proferidas, não podes voltar a apanhá-las, elas voaram."

Aqueles que fizeram da maledicência um habito socialmente aceito, deveriam considerar com atenção o vinculo da fala com a lei das manifestações, algo que os antigos magos praticavam. Sabendo que o fluxo de pensamentos e emoções circula entre as pessoas no tempo e no espaço por meio do campo da energia humana. Os pensamentos e as palavras afetam em conjunto os padrões energéticos da nossa aura, gerando formas-pensamento que nos influenciam em todos os níveis, além de atrairem material astral que vibra na mesma sintonia. pois pensamentos e palavras são vibrações atuando de acordo com a lei das correspondências, que nos revela que tudo vibra e pulsa no universo. Pois ritmo também é vida.

O canto devocional é uma das maneiras nobres de usufruir dessa lei. O som de palavras divinas - como Amém ou Om (mantra) - faz vibrar nosso corpo e consciência numa sintonia elevada, colocandoo-nos em ressonância com a realidade de Deus. Pelo mesmo processo, a linguagem grosseira cria uma atmosfera desagradável, agrega material astral afinada com ela.

img

O ser humano apresenta diferentes níveis de tolerância à fala pessimista, excessivamente crítica e julgadora. Pessoas cuja negatividade já está incorporada à sua personalidade, nem precisam abrir a boca para sentirmos o desconforto causado por suas vibrações.A energia do pensamento é ainda mais sutíl e rápida nos seus efeitos.

Para nós, representa uma chance de evitar maiores estragos causados pelas palavras. porque pelo pensamento formulado no coração, sede de nossa mente superior, pode-se interceder junto aos nossos espíritos aliados e solicitar a reparação da palavra venenosa dirigida ao outro. E a reconciliação direta, franca e sentida conclui esse processo com fecho de ouro.

Porque certas pessoas nos tocam profundamente com sua fala e outras passam indiferentes com seu discurso? Há muitos aspectos que contam numa análise desse tipo, inclusive as particularidades da voz de cada pessoa e a sua força espiritual. Contudo, a maneira como nos sentimos quando falamos e a intenção que nos move a emitir a palavra são pontos primordiais para se obter resultados satisfatórios.

Tomemos uma regra simples; a fim de evitar a conversação inútil, deve-se aprender como falar, o que falar e quando falar; e logicamente saber ouvir as pessoas.

O budismo identifica quatro formas destrutivas de ação da palavra :

  • Primeira : mentir ou enganar os outros.

  • Segunda : usar linguagem desagregadora, causando a discórdia entre as pessoas.

  • Terceira : usar linguagem abusiva e áspera com os outros, como insultar, gritar.

  • Quarta : praticar conversas sem sentido, falando coisas desnecessárias, sem consciência.

A FALA SAGRADA

Pierre Clastres, foi o antropólogo que escreveu o livro " A Fala Sagrada " , Mitos e Cantos Sagrados dos Índios Guaranís - Ed. Papirus . Ele diz que os índios guaranís denominam as palavras que lhes servem para se dirigir a seus deuses de "Belas Palavras".

img

Bela Linguagem, Fala Sagrada é agradável aos ouividosdos divinos, que as consideram dignas de sí. Rigor de sua beleza na boca dos sacerdotes inspirados que as pronunciam; embriaguez de sua grandeza no coração de homens e das mulheres que os escutam.

Essas ñe´ë porä, essas Belas Palavras, ecoam ainda nos lugares mais secretos da floresta que, desde sempre a, abriga aqueles que, autonomeando-se, Ava, os Homens, se afirmam assim depositários absolutos do humano. Homens verdadeiros portanto, e axacerbados por um orgulho heróico, eleitos dos deuses, marcados pelo sinal do divino, esses que se dizem igualmente os Jeguakava, os Adornados.

As plumas das coroas que ornam suas cabeças murmuram ao ritmo da dança celebrada em homenagem aos deuses. A coroa reproduz a chamejante cabeleira do grande deus Ñamandu.

O desejo de eternizar o povo, procurou seu encaminhamento no aprofundamento da Palavra. O desejo guaraní de transcender a condição humana ultrapassou por sua vez a história, e conservando intacta sua força através do tempo, investiu totalmente no esforço do pensamento e de sua expressão falada.

Linguagem de um desejo de supra-humanidade, desejo de uma linguagem próxima da dos deuses : os sábios guaranís souberam inventar o esplendor solar das palavras dignas de serem dirigidas somente aos divinos.

Sabe-se que quas todos os guaranís conhecem e sabem contar os mitos da tribo. Mas só uma minoria de homens sabe falar com os deuses e receber suas mensagens : os sábios são os senhores exclusivos das Belas Palavras, detentores respeitados do arandu porä, o belo saber.

Uma embriaguez verbal toma conta do orador, de quem se pode dizer então que, literalmente, não é ele quem fala mas, através dele, os deuses.

Linguagem da qual nos comprazemos em imaginar o eco longínquo do discurso dos antigos profetas, sobre quem os índios diziam que eram ñe´ë jara, os mestres das palavras. Segue abaixo um trecho traduzido :

Ele ergueu-se :

de seu saber divino das coisas,

saber que desdobra as coisas,

o fundamento da Palavra, ele o sabe por sí mesmo.

De seu saber divino das coisas,

saber que desdobra as coisas,

o fundamento da Palavra,

ele o desdobra desdobrando-se,

ele faz disso sua própria divindade

Ñamandu, pai verdadeiro primeiro


Conhecido o fundamento da Palavra futura,

em seu divino saber das coisas,

saber que desdobra as coisas,

ele sabe então por sí mesmo

a fonte do que está destinado a reunir

A terra não existe ainda,

reina a noite originária,

não há saber das coisas;

do saber que desdobra as coisas,

ela sabe então por sí mesmo

a fonte do qual está destinado a reunir.



PALAVRAS DE PODER

O PODER DA PALAVRA

img

No xamanismo aprendi que antes de se praticar o uso da palavra, é necessário conferir poder à sua palavra. Antigamente eu acreditava que bastava utilizar palavras de efeito positivo para que pudéssemos alcançar efeitos positivos. Sem dúvida, palavras positivas atraem vibrações positivas. Porém, só existe um meio de você carregar suas palavras de poder, para extrair delas seu potencial mágico, é torná-la sagrada, é colocá-la na pratica da verdade. É purificá-la.

A mentira é UM FATOR que diminue o poder da palavra. Quando uma pessoa mente, e você descobre, a palavra da mesma não vai mais surtir efeito para você, por mais lindas e poéticas que elas sejam. A palavra tem que ser acompanhada da conduta. Cada vez que se usa a palavra para mentir, reduz o poder da palavra. Mesmo quando a mentira não servirá para magoar alguém, ou como costumamos dizer : apenas uma mentirinha sem importância. Não se iluda ! A escolha é sua, você estará enfraquecendo as vibrações de sua palavra. Quando usa-se a palavra para blasfemar, para julgar o próximo, para ironizar pessoas ou situações, damos mau uso à palavra e a palavra perde o poder.

Quando alguém dá a sua palavra, e não cumpre, mesmo que seja apenas não estar presente em uma data ou local combinado, no cumprimento de prazos, mesmo que seja por esquecimento, enfraquece a palavra. O mesmo acontece com as palavras de baixo calão.

Quando você pronuncia uma palavra, principalmente com emoção, emite uma energia ao Universo. Como toda a energia tem movimento, e como tudo o que você emite ao Universo, acaba voltando ao mesmo ponto, o padrão de vibração que vai, vem trazendo na volta, vibrações semelhantes para quem as emitiu, como um bumerangue.

A história é além disso ainda!

Veja como são fortes os mantras, como é forte a invocação em sânscrito ou latim! São fortes até porque não são utilizadas atualmente, a não ser para preces. A palavra tem uma singeleza e uma sutileza. Você percebe o grau de um ser, de acordo como se expressa. Os estudiosos afirmam que os anjos falam metafóricamente, como se fosse a PNL (programação neuro-linguística). Jesus Cristo falava por parábolas, os Mestres ensinavam através dos contos, usavam apalavra com maestria. Perceba como são lindos os Decretos da Fraternidade Branca !

Reflita então, que tipo de entidade usaria termos chulos, agressivos, desafiadores ?

As entidades de luz falam sem emoção, são serenas, não sentem raiva, pois compreendem a existência humana, não brigam, mas mostram o caminho. Agora, não é para a compreensão de todos ! E não foi sempre assim ? Para a minoria ?

Assim se expressam os mestres xamânicos, poeticamente!

Seus ensinamentos são expressos, abrindo o livro da Natureza. Uma verdade que se enconde debaixo de cada pedra, de cada folha. A Sabedoria ancestral, fruto da obsevação da vida do homem na Terra, passado de pai para filho, cruzando as eras, formando uma rede de poder, que podemos chamar de egrégora. Das canções de poder, hinos, mantras, kyrtans, gregorianos, pontos, etc. Passa pelo intelecto, mas não pára nele, é maior.

Toda o caminho, que necessita usar muitos fundamentos para explicar o "por quê" das coisas, vira uma filosofia, e não uma re-ligação. A espiritualidade não privilegia doutorados. Inclui pessoas simples e não exclui ninguém. Ela não necessita tanto da lógica para obter compreensão. Os nativos norte americanos cultuam o "Grande Mistério", Eles sabem que é a fonte e a origem de tudo o que é vivo. Usam mais parte do seu tempo para amar e respeitar.

Para aqueles quem têm uma ligação mental, intelectual com a espiritualidade, a palavra tem que ser muito bem traduzida, mais do que sentida. O nativo sente mais do que pensa. É um nível mais sutil de compreensão.

Foi descoberta uma tumba no Egito, com mais de 3.000 anos, com a seguinte inscrição: " Torna-te pois, um artista da fala. E assim terás domínio sobre os demais.

img

Lembram-se da "palavra mágica" dos contos infantís ?

A palavra também é amoral. É um poder que pode tanto ser usado para "bendizer", como para "maldizer". Vejam o exemplo de Hitler, que resgatou a auto-estima de uma nação, jogando-a contra o mundo. E tudo através de suas palavras, de seus decretos. A mídia, o que não faz com as palavras ? Incita ao consumismo !

Observem a quantidade de seitas que se espalharam pelo Planeta. Até na internet !!! Recordam aquele grupo que se suicidou na passsagem do Haley ? Usam a palavra tocando um ponto fraco, o Ego : Você é o escolhido ! Você é muito importante para nós ! Sua missão irá salvar o Planeta ! E quando tocam pessoas com carência e predisposição para tal, dá-se o deslumbramento, o encanto, a adesão. O terror usa isso, persuadindo suicidas, de que este estão prestando um serviço para Deus, e que, depois, serão recompensados do outro lado.

Vejam que efeito a palavra faz, quando sua origem é credenciada a uma Divindade ?!

O poder é atribuido à palavra de acordo com o remetente ! Hoje é crescente o número de sensitivos que canalizam mensagens . É muito tênue o fio que separa o fenômeno da canalização, da inspiração de uma personalidade humana.

O valor da tradição, está acima da compreensão humana. Sua origem é espiritual. Condenar uma oração, é julgar sobre o poder de quem a recebeu. Seja de que origem for, junto com ela vem um poder, um poder magnético. Veja se algum yoguim muda um mantra ? Ou seja, uma prece é uma fórmula.

Rudolf Steiner escreveu que o Pai Nosso, terá seu significado mesmo após decorridos milhares de anos. Quem reza o Pai Nosso sente seu efeito mesmo sem ouvir explicações sobre ele. Está no coletivo.

Jesus resumiu toda a lei e os profetas numa única palavra: AMOR. Amar é a mais perfeita de todas as preces e orações.

Uma das formas de carregar nossas palavras com "Poder de Verdade" e um verdadeiro teste, é quando se dirige a palavra às pessoas mais próximas. Se você usa palavras para depreciar, intimidar, ofender, caluniar, agredir, chantagear, etc, às pessoas de seu próprio convívio, não saiu do primário, ainda está no início do ABC. Você irá sentir suas palavras carregadas de iluminação, quando elas ajudarem as pessoas no seu processo de crescimento, sem destruir a auto-estima.

Isso é um dos grandes desafios da Nova Era - A Comunicação.

Lembrando : " Com o Verbo se fez a carne ...

O Estudo da palavra é muito profundo ! Mais ainda do que eu possa com "palavras" expressar.

Sejamos pois, vigilantes das palavras que emitimos, compreendendo que, quando a palavra vale menos do que o silêncio, é preferível calar-se. E se cada palavra emitida é uma energia, quanto menos falarmos desnecessariamente, mais energia, mais poder, teremos ao pronunciá-la, compreendendo a sabedoria que também pode vir com o silêncio.

A partir deste estudo, então, estaremos prontos para utilizar palavras sagradas, em todo o seu potencial.

Amor - Paz e Luz

CALMANTES

img

A valeriana vem do latim = valere, que significa " estar de saúde " . Os nativos americanos a usavam como antiséptico nas feridas. Hipnótica, sedativa. Indicada para angústia, depressão, nervos, nervosismo, úlcera de origem nervosa, palpitações,asma, debilidade cardíaca,obesidade e celulite, insônia, dores nervosas, vertigens, neurastenia, etc.

A Valeriana tem sido uma grande companheira para mim, desde que a conheci. Eu comecei a estudar a Valeriana desde 1989, quando ainda estudava acupuntura. Recomendei-a muito para os meus pacientes, e uso ainda hoje, recomendo para meus amigos.

Ela é um excelente calmante. Associada com a Sálvia, é indicada até para tendências de suicídio.

Eu tenho usados em momentos estressantes como extrato, porque seu cheiro é um pouco difícil ( bem forte, lembra meia de jogador de futebol após uma prorrogação). Mando-a preparar no Laboratório Panizza, que já tem o jeito de certo de prepará-la para mim.

Geralmente toma-se o extrato com água, e o número de gotas é a metade do peso.

A Valeriana foi usada para acalmar a população durante a segunda guerra mundial, tal a sua ação calmante. Eles colocavam nos filtros de água.

Riscos: É contra indicado para gestantes e seu uso prolongado pode causar cefaléia e agitação, dispepsias, reações alérgicas cutâneas.

Os nativos americanos uzavam sempre a valeriana em várias doenças, pois sabiam que ela acalmava o corpo para a cura se processar melhor.

Cura de 8 dias de valeriana :

- macerar 15 gramas de raizes num copo de água fria durante uma noite. Beber de manhã ( indicado para depressão ).

- Infusão para os demais casos ou na forma de extrato.

Ela é barbara !

COLESTEROL

Por: Douglas Skaramuch, poeta sertanista e caboclo

PARA BAIXAR O COLESTEROL

1- caminhadas
2- Tomar chá de folhas de batata doce.% BR%

3- uma colher de semente de limão (qualquer limão)

Bata no liquiicador com um litro de água mineral e tome meio copo do suco desta semente, é necessário controlar aos diabéticos abaixa demais a glicemia também o colesterol, após 4 dias de estar tomando tem que fazer exame para ver se não esta abaixando demais.

Obs: todas as vezes que tomar este medicamento não pode ser em jejum, sempre estar aleitado (a).

Há também um medicamento feito com a popa (entre casca ) da laranja cidrão, rale a casca,retire o miolo do fruto, pique a entrecasca e coloque num vasilanhe de refrigerante de 2 litros, deixe de molho 15 dia ,após comece a tomar uma chicara por dia, faz abaixar o colesterol e outros

EMAGRECIMENTO

Por Bruxa Wakanda (guardiã de Hécate)

1 - Jaspe vermelho ( a pedra ) ajuda a controlar o apetite voraz, e aliado a força de vontade é ótimo para ajudar a perder quilinhos indesejáveis ( comecei meu ``tratamento`` na lua primeira lua minguante de agosto e já perdi 8 quilos), faca assim: no primeiro dia de lua minguante, pegue um litro de água mineral e coloque o jaspe ( bem limpo) dentro, deixe por 24h e depois beba essa água durante o dia enquanto já prepara outro litro, repita o processo durante 28 dias, use bastante roupa vermelha para acelerar o metabolismo e queimar mais calorias. Agora, antes de começar, aproveite que ( neste caso ) a lua estará minguando e pense se a ânsia por comida não é de fundo emocional, reflita sobre o que não está certo, se achar a causa, mande tudo embora em um ritual de banimento, certamente já fará vc se sentir mais leve. Procure fazer uma dieta saudável e, se preciso procure um especialista, só ele poderá te indicar uma alimentação balanceada e pobre em nutrientes que engordam

2 - No entardecer de uma quarta feira quando a lua estiver minguando pegue uma vela amarela com castiçal, petalas de rosas , óleo de lavanda algumas pedras chamadas granadas ou turquesas, um potinho com tampa e uma foto de você magra. Carregue a vela com o seu desejo e coloque-a no castiçal. Enquanto você acende a vela visualize-se comendo menos, negando o famoso repeteco , parecendo saudavel e esguia. Carregue as petalas de rosa, o oleo e as pedras. Salpique as petalas ao redor da vela e mais uma vez visualize seu objetivo.Coloque as pedras e algumas gotas de oleo dentro do potinho enquanto faz isso, repita a visualização pegue as petalas e coloque-as com as pedras, feche o pote e diga: Este pote bolsa de oleo petalas e pedras magicamente carregados vai me trazer coragem e me ajudar a realizar meu desejo de comer menos e ficar cada vez mais saudavel e bela, veja a si mesma emagrecendo e a balança marcando cada vez menos. Carregue este talismã com você e aspire o conteudo sempre que for comer algo, esfregue as pedras na foto em que está como queria e depois no seu proprio corpo visualizando você se tornando como era na foto. Termine o encantamento dizendo: De modo algum este encantamento vai me fazer sofrer ou me causar efeitos adversos. Que assim seja! Leve a pedra consigo e esfregue-a em si quando tiver aquela vontade incontrolável de fazer uma boquinha fora de hora ou comer muito. Pendure a foto na sua cozinha onde a veja sempre.Deixe que a vela queime por mais uma hora depois apague-a ( sem soprar ) e guarde-a. Acenda sempre que sentir necessidade um reforço moral.

POÇÕES E DICAS MÁGICAS

Segundo maly Caran, nas últimas décadas, o homem e a civilização industrial nos afastaram do seio de nossa mãe natureza, desa grande dispensa nutritiva e curativa que é o reino natural. Em troca nos oferecem produtos se uma química absurda feitos com a mais moderna tecnologia, que dizem acabar com a doenças, mas que procovam efeitos colaterais nem sempre agradáveis e equilibrados.

Maly afirma que os diferentes aromas e formas estimulam sensação de bem-estar e, ajudam a atrair coisas boas para o dia-a-dia. Vejam alguns:

Alho - tradicional amuleto de proteção e boa sorte. Na Roma Antiga, era mastigado cru antes de os soldados irem para as batalhas, pois dava resistência e força para enfrentar o inimigo. É fácil cultivá-lo em casa, basta enterrar um dentinho num vaso: “O melhor é plantar na cozinha ou manter sempre uma réstia de alho pendurada perto do fogão. Isso mantém a família unida e protegida das más influências”.

Artemísia - erva da vitalidade e do entusiasmo. Ajuda a superar períodos de cansaço ou baixa de energia. O nome vem do grego Artemis, evocando a deusa da fertilidade e da feminilidade: “Quando tive meu terceiro filho, enfeitei a casa toda com essa erva, que protege o momento do parto e das colheitas. É ótima para espantar os maus fluidos, e um galhinho colocado no sapato guarda as pessoas durante longas viagens”.

Arruda - utilizada pelas benzedeiras para espantar o mau-olhado, essa erva de cheiro forte tem efeito protetor, simbolizando o arrependimento. É ótimo tê-la por perto: “Estimula a consciência dos próprios erros e ilumina as decisões mais acertadas”, conclui a herborista.

Malva - planta dos prazeres e da beleza. Suaviza os ânimos, ressalta as características femininas na mulher e desperta a sensibilidade nos homens. Facilmente cultivada em vasos, embeleza a casa e estimula a paixão: “Quando quiser conquistar alguém, coloque folhas de malva debaixo do lençol. No mínimo, o perfume será muito agradável”.

Manjericão - erva associada à riqueza, à abundância e à boa sorte. Diz a lenda que ter em casa os sete tipos diferentes de manjericão traz dinheiro e prosperidade. “Plante as mudas ou sementes em lugar ensolarado e, quando começarem a crescer, o dinheiro estará chegando”. Os ramos também podem ser usados em arranjos e duram cerca de uma semana na água. Essa erva perfuma e embeleza os ambientes, com efeito estimulante e revitalizador.

Tomilho - uma plantinha cheirosa e de fácil cultivo. Fica bonita em vasos, mas as pequenas folhas secas também aromatizam os ambientes. O nome vem da palavra grega thymia, que significa perfume. Ótima para afugentar melancolia e estimular vigor e lucidez na hora de tomar decisões importantes.

Sálvia - o nome vem do latim, salvare, que evoca a cura. Era com a queima da sálvia que os curandeiros combatiam a peste e purificavam o ar dos ambientes infectados. “Em casa, um vaso de sálvia protege os moradores contra acidentes e doenças graves. A erva seca é usada na defumação. Nas duas formas promove a sensação imediata de força e bem-estar”, explica a herborista.

Hortelã - importante ter essa erva por perto quando a casa está em guerra, em tempos de turbulência e conflitos. Ajuda a dissolver a raiva e controla as atitudes precipitadas. “Essa planta tem efeito calmante e harmonizador. Tê-la em vasos ou arranjos, tomar chá ou banho com ela apazigua os ânimos”.

Salsinha - famoso tempero, também é conhecido como a erva da juventude. Cultivar um vaso ou canteiro de salsinha traz entusiasmo, restaura a força e a saúde dos moradores. “Além de ser um anticanceroso intenso e de regular o ciclo menstrual, a erva, usada no banho de infusão, elimina as energias negativas do corpo e dá ânimo”.

Louro - erva da fama e da glória. Na tradição greco-romana, imperadores, heróis e poetas usavam coroas de louro como sinal de que eram pessoas muito importantes. Ela tem propriedades purificadoras e relaxantes. “As folhas frescas ou secas mantêm-se sempre verdes. Colocadas no quarto, sobre a mesa ou no armário de roupas exalam perfume suave e atraem êxito”.

Mirra - essa preciosa erva de origem oriental foi oferecida pelos Reis Magos ao menino Jesus recém-nascido. É uma planta de proteção e cultivá-la num vaso na entrada da casa traz bons fluidos a quem chega, protegendo os ambientes de qualquer negatividade. “Coloque as folhas em peneiras e, depois de secas, queime-as. É um incenso natural muito agradável”.

Alecrim - erva da felicidade e do amor: “Quem está procurando um namorado deve guardar sempre um galhinho junto ao corpo”. O nome científico é Rosmarinus officinalis, que quer dizer orvalho do mar, simbolizando a inocência. Essa planta é forte e ao mesmo tempo delicada, gosta de sol e de vasos grandes. Em arranjos, os galhos combinados com rosas são a própria expressão do romantismo. As bruxas da Idade Média costumavam queimar alecrim para espantar maus espíritos, purificar a energia de pessoas e lugares. “Isso vale até hoje. É uma planta espiritual, evoca fidelidade e recordações felizes”.

O Obejtivo desta sessão é dar "referências" e não visa fazer a cabeça de ninguém para interromper tratamentos alopáticos sem orientações de um fitoterapeuta, ou medico naturalista. Os riscos de qualquer beberagem que é feita de forma abusiva e sem o devido conhecimento, ainda que a substância seja natural, já está comprovado. O termo "veneno" (poison) vem das poções à base de ervas preprados pelas pitonisas, magas e feiticeiras para serem usadas como remédios ou afrodisíacos.

Nas subseções você encontrará várias receitas, de xamãs, terapeutas, herboristas, etnobotânicos e ....se tiver alguma boa,escreva para nós.

Harmonia - Amor - Paz e Luz

OS SIGNOS E OS AROMAS

Os Signos e a Aromaterapia

ÁRIES

Incensos: mirra, cipreste, almíscar, angélica, opium, rosa musgosa e alecrim.

Aromas: cipreste, cereja, mirra, bergamota, limão, cravo, canela e almíscar.

Qualidades dos perfumes: virilidade, masculinidade, atividade, calor, coragem, confiança.

Ação sobre o físico: protege os órgãos motores, os olhos e as orelhas, tem efeitos hepáticos.

TOURO

Incensos: sândalo, camomila, arruda e orquídea.

Aromas: almíscar, gengibre, verbena, anis, jasmim, magnólia e lilás.

Qualidades dos perfumes: receptivo e feminino, ajuda a materializar os projetos e a fixar os desejos, desperta o bom senso e a paciência, favorece os assuntos práticos.

Ação sobre o físico: problemas no pescoço e na garganta, intoxicação sangüínea, distúrbios circulatórios, problemas de ossos e perdas vitais.

GÊMEOS

Incensos: canela, âmbar, indiano e eucalipto.

Aromas: acácia, basílica, camélia , jasmim, louro , lavanda, magnólia, jacinto, baunilha e narciso.

Qualidades dos perfumes: quente, afetivo e doce. Favorece reconciliações familiares, desperta o senso de oportunidades e o espírito lógico.

Ação sobre o físico: aumenta a resistência física, atua no aparelho vocal e beneficia o sistema nervoso periférico (pulmões).

CÂNCER

Incensos: cânfora, jasmim e maçã.

Aromas: âmbar, lilás, lírio, bálsamo, patchuli e acácia.

Qualidades dos perfumes: feminino e receptivo, desperta a passividade, conservadorismo, devoção religiosa, senso poético e artístico e a sabedoria.

Ação sobre o físico: atua sobre o aparelho digestivo, especialmente estômago e o fígado, combate problemas linfáticos e a frigidez.

LEÃO

Incensos: amor-perfeito, cedro, lótus, rosa branca e sândalo vermelho.

Aromas: angélica, jacinto, melissa, noz moscada, âmbar, alecrim, sândalo, acácia e aroeira.

Qualidade dos perfumes: de natureza vital, melhora a relação entre os sexos opostos, refreia excessos físicos e morais, restabelece a autoconfiança e o amor-próprio.

Ação sobre o físico: favorece o aparelho circulatório, alivia dores nas costas, revitaliza, combate gastrites e febres em geral.

VIRGEM

Incensos: canela, cravo da índia, rosa musgosa angélica e benjoim.

Aromas: camélia, canela, cravo e noz-moscada.

Qualidade dos perfumes: reanima, age sobre o tônus nervoso, restabelece a autoconfiança. Beneficia instrução intelectual e ativa a memória.

Ação sobre o físico: longevidade, evita vertigens, calores e espasmos, fortifica o sistema nervoso.

LIBRA

Incensos: eucalipto, calêndula, cedro, jasmim e orquídea.

Aromas: benjoim, gerânio, gengibre, musk e rosa.

Qualidade dos perfumes: natureza equilibrada, quente e afetiva. Favorece o entendimento entre as pessoas, beneficia atividades intelectuais, físicas e sentimentais, combate a indecisão, favorece a sexualidade, desperta o senso musical e artístico.

Ação sobre o físico: combate a obesidade, fortalece os pulmões, elimina cálculos e outros problemas do aparelho urinário.

ESCORPIÃO

Incensos: almíscar canforado, flor do campo e lótus.

Aromas: bergamota, canela, menta, limão, mirra, cravo, cipreste, melissa, orégano e pimenta.

Qualidade dos perfumes: passivo, defensivo, evita pontos de vista dúbios, propicia sucesso aos empreendimentos, ambição, intuição, observação e confiança interior.

Ação sobre o físico: aumenta a resistência muscular, revitaliza os órgãos genitais externos, combate doenças crônicas em geral.

SAGITÁRIO

Incensos: alfazema, alecrim e sândalo amarelo.

Aromas: acácia, cedro, íris, samambaia, baunilha, violeta e cálamus.

Qualidades dos perfumes: natureza vital, fins nobres, entusiasmo, alegria de viver, organização e moderação, amizade, amor e simpatia, memória e sensualidade, jovialidade a alma alegre.

Ação sobre o físico: respiração fluente.

CAPRICÓRNIO

Incensos: arruda, benjoim, cravo da índia e sândalo vermelho

Aromas: âmbar, benjoim, gerânio, cravo, musgo, musk, violeta, cipreste, orquídea, angélica e sândalo.

Qualidades dos perfumes: natureza passiva, combate a ansiedade, encoraja, tonifica, elimina a inquietação.

Ação sobre o físico: longevidade, regulador das funções digestivas e intestinais.

AQUÁRIO

Incensos: cedro, flores do campo, eucalipto e rosa branca.

Aromas: âmbar, cravo, musgo, patchuli e orquídea.

Qualidades dos perfumes: afetividade, conciliação, calma, pacificação, pensamentos nobres e altruístas, recolhimento, busca da verdade interior, originalidade.

Ação sobre o físico: atua beneficamente sobre doenças sangüíneas relacionadas com a perda de vitaminas, combate o nervosismo, favorece longevidade.

PEIXES

Incensos: cânfora, jasmim, mirra, ópium e sândalo amarelo.

Aromas: íris, menta e sândalo.

Qualidades dos perfumes: natureza instintiva, fecundidade, habilidade nos estudos e nos negócios. Otimismo e prazer.

Ação sobre o físico: restabelece a saúde dos órgãos internos, elimina os males causados pelo frio e umidade.