Quem sou eu

Minha foto

"Sou uma Bruxa (palavra com muitos significados na linguagem comum) porque uso as energias da natureza e celebro seus ciclos. Meu convívio com estas forças é forte e harmonioso visto que busco nelas as energias para me nutrir e auxiliar a quem necessitar. Minha grande Catedral é o Cosmos e ali estão todas as crenças, religiões e doutrinas que preciso para a evolução da alma. Ali coloco meu coração e recebo as energias para ser feliz. Como Wicca, meu ritual é feito ao ar livre e tenho o Céu (Cosmos) como cobertura e ali referencio a grande Mãe que somada as energias masculinas do Deus Conífero, formam, a meu ver, o equilíbrio necessário entre as forças Yin e Yang"

Selo de Hécate

Selo de Hécate

terça-feira, 4 de junho de 2013

MÃE-DEUSA





A Ti, Ó Mãe Terra ofereço minha alma e meu amor,
A Ti, Ó Deusa Sagrada, Criadora de todas as coisas
Mãe de Tudo o que Há,
Doadora da Vida, que a partir do Caos criou a Luz e a Harmonia
Mãe é Teu Nome Sagrado
Que Invoco neste momento
Em que busco Teu divino Olhar
Que a Tua Voz vibre na minha garganta
Que Sua Voz vibre e ressoe
Através da Voz de todas as Tuas Filhas
Tuas Sacerdotisas que lhe servem e lhe amam
Mãe Negra do Tempo,
Face que esta por detrás de todas as formas

Nos Te imploramos
A Sua bênção, a Sua Força
Diante de todas as injustiças
E blasfémias feitas a Ti
e as Tuas Filhas
Zelai por nós Mãe Terra
Que Assim seja

NÓS, TODAS NÓS....



Eu estava mexendo em meus antigos arquivos e achei uma oração muito poderosa. Ela está escrita a mão e não fui eu quem a escreveu. Não sei quem possa tê-la escrito, mas essa oração me tocou. É um pouco longa.
“Aquelas que recebem os dons da Deusa
Devem utilizá-los.
Lustrem os seus dons de manhã
Lustre-os com anseio
Colha-os da trêmula Árvore da Criação
Gentilmente, guarde-os na cesta de seu amoroso esforço
Use-os ou eles deixarão de ser frutos e se tornarão pedras pesadas.
Os frutos da Mãe são suculentos e nutritivos
Ignore-os e eles se tornarão dentes e te morderão.
Estes dons são mais valiosos do que a noite e a manhã
Ignore-os e a noite e a manhã morrerão
A cova de seu conhecimento queima e se transforma nos frutos da Mãe, dentro de você
Saia da cova e você estará perdida
Quando utilizados, os belos dons são abundantes e começam a aumentar
Eles crescem conforme são consumidos
Balance os galhos da Criação
E os dons cairão em seu colo, resplandecentes
Dê as costas e a Árvore murchará
E o vento carregará a semente para longe
Utilize os dons da Senhora, então com grande abandono
Eles se tornarão seu alimento
Eles são os frutos, o florescer na escuridão dos sonhos
Eles são a luz que dissipa o caos
Eles são os frutos da árvore desconhecida mas que está sempre presente
Eles são os frutos que crescem eternamente nos galhos do desconhecido
Trazidos à visão
Eles são mais doces do que a evidência do amor no corpo
Não permita que ninguém dê as coisas enquanto os frutos caírem
Ao contrário, recolha-os
Eles são sua abundância e seu sustento.”
Abençoada seja.
(Tradução: Aphrodisiastes)

Celebração do Dia 04 DE JUNHO

Na Irlanda, celebração da Mãe Terra, a antiga deusa Danu ou Anu, conhecida também como Don no País de Gales e Domnu, Dana ou Donann em outros lugares.

Reverenciada como a Mãe Ancestral de uma tribo de seres espirituais chamados Tuatha de Danaan, seu nome significava "sabedoria". 



Os Tuatha de Danaan eram a quarta raça de colonizadores que chegaram na Irlanda séculos antes da era cristã. 

Eles eram seres sábios, eminentes magos, cientistas e artesãos, possuidores de uma altíssima vibração espiritual, verdadeiros “seres de luz”.

Após permanecerem duzentos anos ensinando suas artes para os habitantes nativos, foram vencidos pelos últimos conquistadores da ilha, os Milesianos, guerreiros e materialistas. 
Os sobreviventes do “povo da deusa Danu” refugiaram-se nas colinas ou embaixo da terra e passaram a ser conhecidos como “Daoine Sidhe” ou o “Povo das Fadas”.

Fim de Rosália, o festival romano das rosas.

Festival romano da deusa Pax.
Essa deusa era a protetora das pessoas e das propriedades, a personificação da segurança. Acenda uma vela branca em sua homenagem e ore, pedindo proteção e segurança para você e para seus entes queridos. 

Medite também sobre meios atuais e eficientes para colaborar na manutenção da paz pessoal, familiar, coletiva e planetária. Contribua, mesmo que modestamente, para alguma organização ou movimento pela Paz Mundial.



*informações extraídas do livro “ O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.



terça-feira, 7 de maio de 2013

Cibele, a Deusa da vida selvagem, que conduz a carruagem puxada por leões. Cibele a Deusa da fertilidade, que fecunda meus horizontes áridos...








A Terra vermelha cobre a superfície. 

O céu branco, sem nuvens. Uma fumaça se desprende da terra em etéreas evoluções que atingem o espaço.

A pedra negra de luminescência orbitando o planeta. No meu olhar julgador, tudo me parece inóspito e árido.

Das páginas escritas e das páginas virtuais um vislumbre da página da minha essência: do oeste da Anatólia , a forma mais antiga de Cibele, uma pedra negra que sugere um meteorito e que mais tarde protegida dos invasores os romanos que a celebraram envolvendo-a em incenso.

Cibele, a Deusa da vida selvagem, que conduz a carruagem puxada por leões. Cibele a Deusa da fertilidade, que fecunda meus horizontes áridos.

Cibele a Senhora da Ida, a Grande Mãe, que me ensina a conduzir meus leões pelos horizontes que escolhi. 


Telma Altomore

O ACORDAR DA DEUSA NA MULHER...






Mulheres...

Há uma dança delas em torno de minha vida, de meus sonhos e pesadelos…Acordam meus sentidos e me provocam de tantas formas. Não é apenas uma faceta sedutora, é mais do que isso, um conjunto de faces, olhares, cabelos, longos e crespos, insinuações de Madalenas várias, palcos, falas e poemas, mãos e bocas, e eu, quase que perdida a meio a tudo isso.
Visões e sensações de todas as ordens que atacam meu ser, se é que é meu mesmo, visto que depois de algum tempo, acordando com o coração em chamas e dores em todo o peito, vem essa força avassaladora e comunica num sussuro em torno de meu pescoço:- Ele está voltando!
E eu atónita e embriagada pergunto: - Ele quem?
- O seu amor!
Ele vem e vai lhe tomar totalmente…e não há nada que você possa fazer…
E eu pergunto: e quem é você e ela, com olhos azuis avassaladores e toda a sensualidade que jamais vi a cores, responde, deslizando em torno de meu corpo entregue: Eu sou a Deusa que mora em sua alma!
E eu acordei! 

Sandra Paes

Maat Hotep




QUE A PAZ DE MAAT DESÇA SOBRE TI...
Que a Verdade e a Justiça das suas Asas te abracem
de hoje em diante e para sempre...
Que o teu coração-chave HOJE se abra
e a tua alma cante as boas vindas a Maat:

"Oh Serpente
Oh Chave que abres a Eternidade
Tuas raízes
Na Terra
Dançam pela coluna de Ankh"
 



Num ponto de Ra
Maat Hotep
Eu te saúdo
Nas três pétalas da Rosa Eterna
Em torno de Ankh

Amen Hotep
Ahum Rah /Maaah Ahum Rah
Ahum Ra / Ahum Ra
Maat Hotep


Teu ser alado
Anela
Em torno de Ra
Pelo coração-chave de Ankh

Maat Hotep
Maat Hotep


Teu Fogo
Vivifica todos os Planos
Pela espiral
De
Ra

Maat Hotep
Maat Hotep


Oh Serpente
Oh Chave que abres a Eternidade

Tuas raízes
Na Terra
Dançam pela coluna de Ankh


Maat Hotep
Maat Hotep

Teus véus são lançados
Para quem
É impuro para Ra

Maat Hotep
Maat Hotep

Men Kheper Ra
Men Kheper Ra

Ahum Ahum


(maat)

PARA SALVAR O PLANETA DA DESTRUIÇÃO IMINENTE É PRECISO AMAR A TERRA A MÃE E O FEMININO SAGRADO



"Hoje em dia, tudo se tornou profano. As funções do princípio feminino, dar nascimento e alimentar, perderam o seu carácter mágico e sagrado; o corpo da mulher tornou-se profano.

Em certas épocas, o erotismo era de essência sagrada: os atributos da dupla função do princípio feminino – o ventre e os seios – eram ao mesmo tempo desejados e respeitados como atributos sagrados.




As relações de ligação com a Natureza são a imagem das relações que temos com a mulher – veículo privilegiado do princípio feminino. A nossa civilização já não respeita a Natureza da mesma maneira que já não respeita a mulher, o princípio feminino e os valores que ela veicula. "

(?)





ISIS


"A Humanidade e a Terra estão a passar de um regime de energia masculina, activa, do Logos planetário para o encontro com a energia feminina. Isto significa que todas as pessoas precisam encontrar a energia feminina dentro delas.

Existem muitos seres, fisicamente femininos, que ainda não encontraram a sua energia feminina oculta, profunda, ainda não encontraram a sua função Isis, a sua função de assistente daquilo que está separado.

A capacidade que Isis tem de reconstituir o corpo fragmentado de Osíris - este poder materno que todos os seres têm dentro deles - é uma coisa muito mais misteriosa do que ser carinhoso para com as crianças."


André Louro
AS TRÊS FACES DA LUA
E AS TRÊS FASES DA VIDA DA MULHER














 
Não queremos uma Eva submissa nem uma Megera ou uma "mulher masculina" que reivindica apenas direitos iguais aos dos homens! Nem a mulher esteriotipada que enche o ecran da televisão e dos filmes, onde normalmente só é considerada apenas em função do seu atributo sexual...sempre dividida entre a boa e a má e a lutar contra as outras mulheres...Gostaria que deixássemos de ser apenas essa caricatura de mulher fragmentada para sermos a expressão maior do nosso ser-inteiro e do nosso coração-inteligente.

Queremos uma Mulher inteira que se assuma na sua face Lunar de deusa tríplice. Uma mulher que se assuma com as faces da lua e nas suas idades sem complexos nem medos…Nomeadamente na fase mais importante para todas as mulheres que é a partir da meia idade, ao poderem descobrir dentro de si próprias o enorme potencial de liberdade e amor que têm e desejaria que ao desvelar-se essa face-sombra que tanto as assusta, as mulheres se juntassem para partilhar dos seus sonhos próprios e visões, em vez de se antagonizarem umas com as outras por causa dos filhos e amantes...como foram induzidas a fazê-lo e para isso foram divididas em duas ( a santa e a megera...) há séculos nas sociedades patriarcais.

Deste modo, considero que criar e frequentar espaços só para mulheres que permutem a sua energia e conhecimento intuitivo, usando “a voz do útero”, poderiam ajudar-se umas às outras e consciencializar-se das suas muitas capacidades desprezadas pela sociedade de dominação masculina que as apelidaram de histéricas e as consideram velhas depois dos 40 anos e assim obter um efeito não só terapêutico como libertador nas suas vidas; mulheres de almas e corpos “amputados” pela exigência dos conceitos vigentes e das estéticas ao serviço do imaginário masculino e de que são na sua grande maioria escravas. Falo das mulheres em geral independentemente da sua orientação sexual. Gostaria de ver as mulheres unidas e identificadas muito para além das suas pulsões sexuais! Ir para além das “Faces de Eva” ou das “lésbicas” que tão mal invocam a sua suposta Musa, a excelsa poetisa Safo, para dar lugar apenas às expressões mais comuns da mulher e que deixam uma imagem parcial da própria mulher ao seguir estereotipes masculinos, como todas as mulheres o fazem, seja obedecendo-lhes, seja imitando-os....

Se a mulher encontrar o seu arquétipo Artémis e integrar a Deusa que há em si, poderá assim ajudar a salvar a Terra Mãe equilibrando-a ao exigir a expressão do seu ser integral e dos valores femininos, seja em casa, no trabalho ou na sociedade!

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Iniciador


INICIAÇÃO


A Iniciação dentro da TCS ocorre exclusivamente apenas após o período mínimo de um ano e um dia de Dedicação.

Assim como homens e mulheres não são iguais na natureza, seus ritos de iniciação possuem diferenças. Enquanto na Iniciação das mulheres são apresentados os Mistérios da Deusa à nova Sacerdotisa que se inicia, na Iniciação dos homens são apresentados os Mistérios do Deus ao novo Sacerdote.

Cada membro iniciado de nossa Tradição é considerado um sacerdote dos Deuses. Ele pode optar por permanecer no Grove, mudar de Grove ou desligar-se do Grove e seguir o caminho completamente solitário. Se o sacerdote optar por continuar seu desenvolvimento dentro da tradição, ele ou ela terá três caminhos para escolher. O caminho do Mago, o caminho do Consagrado e o caminho do Iniciador.


Iniciado

O iniciado é o sacerdote/sacerdotisa básico dentro da nossa Tradição.

O compromisso do Iniciado incluirá servir como voz dos Deuses, contribuir para sua tradição e respeitar os demais membros.

Quem se iniciar terá a opção de escolher um dos três caminhos para avançar dentro da TCS, ou simplesmente optar por permanecer como um iniciado pelo tempo que achar mais adequado. Essa posição será respeitada, pois sabemos que crescimento dentro da tradição é opção individual.

Caso um iniciado opte por seguir um caminho solitário, receberá as bênçãos do Grove antigo e deve devolver os símbolos associados com o Grove/Coven. É muito importante que o Solitário mantenha contato no mínimo anual com sua Iniciadora/Iniciador para que as duas partes tenham um consenso de que os matérias da tradição estão sendo tratados de forma respeitosa e segundo as Leis e Diretrizes da TCS.


Mago

O mago é um iniciado que encontrou sua expressão de serviço aos Deuses em modificar o mundo à sua volta e a si mesmo através da magia. Durante o treinamento de Mago dentro da TCS, o iniciado fará diferentes trabalhos de autoconhecimento e explorará os caminhos da magia em suas múltiplas formas. O iniciado receberá um treinamento generalizado de magia, mas poderá especificar o enfoque de seu caminho como magia de dragões, magia de fadas, cura, etc.

Ao completar o caminho do Mago dentro da TCS, seu compromisso sacerdotal passa a ser também um compromisso com a magia. Um compromisso de honrar e respeitar os caminhos mágicos e de utilizar sua magia de forma a trazer o equilíbrio para sua vida e para as pessoas ao redor. O compromisso também se estenderá à proteção mágica dos demais membros da tradição, purificação e limpeza dos nossos templos e demais atividades mágicas em prol da comunidade. Isso por que para o Mago, a magia é a grande expressão de seu sacerdócio e amor aos Deuses.


Consagrado

O Consagrado é um sacerdote que encontrou sua expressão de trabalho aos Deuses em prestar um serviço devocional, um serviço profundo de culto a uma divindade, casal sagrado ou panteão. Em seu treinamento, o consagrado pesquisará sobre sua divindade, aprenderá formas diferentes de culto e se envolverá no sacerdócio temático àquela divindade. Por exemplo, um sacerdote de Cailleach deverá se prestar a um trabalho no nosso mundo de cuidado com os mortos e com os parentes dos mortos; um sacerdote de Athena, ao ensino, às artes; um sacerdote de Brigit à cura, à criação, etc.

Ao completar o caminho do Consagrado dentro da TCS, seu compromisso sacerdotal passa a ser também um compromisso com aquela divindade específica. Um profundo compromisso ritualístico e de divulgação da divindade para os que a buscarem. O compromisso também incluirá realizar ritos em nome da tradição e dos seus membros, de modo que toda a comunidade possa ser beneficiada pela grande conexão do Consagrado com sua divindade.



Ao completar o caminho do Iniciador dentro da TCS, seu compromisso sacerdotal se torna o compromisso de levar pelo menos uma pessoa à iniciação. Em sua jornada, o iniciador é ensinado a perceber as principais armadilhas do caminho de autoconhecimento e treinamento mágico. Portanto, é parte de seu compromisso acompanhar o treinamento de magos e consagrados e ajudá-los a passar pelas crises inevitáveis de seus caminhos. Também é parte de seu compromisso, tomar o juramento de serviço e assumir a responsabilidade por quem dedica, inicia e pelos magos e consagrados que acompanha.

O iniciador fará um profundo trabalho de autoconhecimento para lapidar a si mesmo e para conseguir identificar processos alheios, essencial para alguém que deseja treinar outras pessoas no sacerdócio. Ele também fará treinamentos que visam lhe dar ferramentas para identificar as principais armadilhas de se treinar alguém dentro de nossa religião.

Seu treinamento também incluirá a criação e manutenção, tanto nos aspectos físicos quanto nos mágicos, de círculos, covens e groves. Ele aprenderá as armadilhas e ciclos dos grupos mágicos e como lidar com eles.

Apenas os iniciadores podem fundar círculos, covens e groves na Tradição Caminhos das Sombras.

A DEDICAÇÃO NA TCS



O ingresso em nossa Tradição dá-se apenas através do ritual de dedicação. Um postulante pode pedir dedicação a qualquer Sacerdotisa ou Sacerdote da TCS, caso este ou esta esteja em condições de dedicar, ele ou ela decidirá se aceita ou não o pedido.

O período mínimo de dedicação na TCS é de um ano e um dia. Não reconhecemos auto-iniciados ou iniciados de outras tradições, afinal, por maiores que sejam as experiências de uma pessoa, ela não conhecerá os caminhos de nossa Tradição até que os tenha percorrido.

Nosso período de dedicação é marcado por uma série de treinamentos visando o desenvolvimento mágico e pessoal do dedicado. Do ponto de vista mágico, nossos dedicados aprenderão os seguintes assuntos, entre outros:

  • História e crenças da bruxaria e Wicca;
  • Tradições da Wicca;
  • A Deusa e suas faces;
  • O Deus e suas faces;
  • Altares e ferramentas mágicas;
  • Celebrações de Esbats e Sabbats;
  • Leis da Magia;
  • Panteões de vários países e regiões;
  • Introdução ao Xamanismo e magia xamânica;
  • Introdução a Dragon Magick;
  • Introdução a Magia Kahuna, Cabalística, cerimonial e ritual;
  • Técnicas de adivinhação;
  • Introdução ao Tarot, Runas, Scrying;
  • Uso mágico de ervas, pedras, perfumes, incensos, metais, etc.;
  • Confecção e usos de poções, filtros, talismãs, óleos, etc.;
  • Estudos sobre os chakras e canais psíquicos;
  • Linhas de energia do planeta e seus usos.
Nossa tradição também dá ênfase ao treinamento mágico prático dos dedicados. Em nosso treinamento mágico, os dedicados farão exercícios e práticas de:
  • Técnicas de respiração, meditação, visualização e concentração;
  • Contato aprofundado com os elementos;
  • Técnicas de absorção, direcionamento e acúmulo de energia;
  • Usos dos instrumentos mágicos;
  • Defesa mágica e psíquica;
  • Ataque mágico e psíquico;
  • Identificação de ataques mágicos;
  • Desenvolvimento de habilidades psíquicas;
  • Magia temporal e climática;
  • Abertura de portais;
  • Manipulação de sonhos.
Mas a grande regra que diferencia um bom magista é conhecer-se e o trabalho de auto-conhecimento em nossa tradição é o centro do treinamento dos dedicados. Através de práticas e orientações, o dedicado será levado a conhecer sua essência e a fortalecê-la, buscando a integração com sua sombra.
Ao longo desses processos, o dedicado também vai aprender os métodos da TCS, nossas formas rituais e de celebração, vivendo a roda do ano conforme a entendemos.
Ao final deste período, caso seja de seu interesse, o dedicado poderá solicitar a iniciação e ser avaliado para tal.
Na TCS é feito um juramento iniciático de serviço aos Deuses e tal não deve ser feito levianamente. Também na iniciação é quando nos submetemos à Lei Tríplice e assumimos nosso compromisso com o Dogma da Arte.

wicca para iniciantes e curiosos.



Hoje em dia, é comum as pessoas ouvirem falar sobre Wicca, pois o número de adeptos da religião está crescendo. Com isso, cresce também o número de pessoas que têm interesse genuíno, porém não conhecem muito sobre as bases da religião, ou o que fazer para começar a praticar, como funciona. Esse texto tem o objetivo de tirar algumas dúvidas e alguns "tabus" que existem sobre a Wicca.

Em primeiro lugar, o que é Wicca?

Wicca é uma religião neo-pagã, o que significa que remonta às religiões pré-cristãs: nós cultuamos os Deuses Antigos. Porém, não os cultuamos da mesma maneira que os povos antigos. Afinal de contas, estamos em outros tempos, com um entendimento diferente da realidade que nos cerca.
 
Em nossa religião não há sacrifícios animais ou humanos ou qualquer outro tipo de prática ritualística que viole a vontade dos membros. Respeitamos e cultuamos a própria Natureza, pois Ela é a própria Divindade.

Cultuamos a Divindade nos princípios masculino e feminino, pois é da união dos dois que vem a vida. A Deusa e o Deus são a própria criação.
 
Como diz a Lei Hermética da Polaridade, tudo contém seu oposto; assim, nossos Deuses são tanto o aspecto criador, quanto o aspecto destruidor da natureza. Não existe bem ou mal, existe Luz e Sombra, Ordem e Caos, Vida e Morte. Todos são importantes, pois se não há a morte de algo, outra coisa não pode nascer. E assim, nós, Wiccanos, celebramos o ciclo da vida, do Sol e da Lua. Celebramos o nosso próprio ciclo pessoal de vida e morte.
 
Wiccanos não são meros observadores do ciclo; Wiccanos são responsáveis por fazer a Roda continuar girando. Celebramos a Roda Solar, nos solstícios, equinócios e datas intermediárias a eles. Celebramos a Lua Cheia a cada mês, e a cada ritual honramos os Deuses e agradecemos suas bênçãos. Trazemos para nossas vidas e para a comunidade aquilo que achamos necessário.
 
A Wicca é uma religião sacerdotal. Isso significa que todos aqueles que se tornam Wiccanos são sacerdotes e sacerdotisas. Não existe um sacerdote e vários fiéis, como nas igrejas. TODOS os Wiccanos fazem toda a prática e têm o conhecimento sacerdotal.

Então, para que você se torne um sacerdote iniciado, deve passar por um período que se chama Dedicação. A Dedicação é um período de no mínimo um ano e um dia. Na Dedicação, você vive a energia de cada celebração, cada estação, conhece os Deuses, e principalmente SE conhece. Estuda mitologia, magia, pratica meditações, estuda um pouco de cada sistema mágico, aprende a usar um oráculo, entre outras atividades.
 
Dentro de uma Tradição, você terá alguém responsável por seu treinamento (o termo dedicador é restrito a algumas tradições - o seu dedicador é que lhe dará tarefas). Como solitário, é você quem vai decidir o que quer estudar e praticar.

Apesar de algumas tradições de bruxaria não aceitarem, a Tradição Caminhos das Sombras reconhece a auto-dedicação e a auto-iniciação como um caminho igualmente válido de sacerdócio, bem como o caminho solitário. Independente do tipo de treinamento, se ao final do processo você estiver pronto, e se realmente for o seu caminho, você se tornará um Sacerdote Wiccano. Sua sacerdotisa/sacerdote e os Deuses te reconhecerão como um iniciado.

O Iniciado, então, passa a estar sujeito à chamada Lei Tríplice. Esse é um conceito muitas vezes equivocado para algumas pessoas.

O que é, realmente, a Lei Tríplice?

Bom, em primeiro lugar, é importante lembrarmos da Lei da Causa e Efeito: para toda ação há uma reação. Isso não se aplica apenas à magia, mas também à física, como nós sabemos. Todas as pessoas estão sujeitas a isso.
 
Em um nível mais profundo, que na magia tem extrema importância, isso quer dizer que nós somos responsáveis por todos os nossos atos, e assim pelas conseqüências deles. Um bruxo deve ser capaz de reconhecer sua responsabilidade por seus atos, sejam eles mágicos ou não, e aceitar as conseqüências deles, sejam elas boas ou não. O Conselho Wiccano parte desse princípio: "faça o que quiser, sem a ninguém prejudicar".
 
A Lei Tríplice passa a atuar apenas a partir do juramento de Iniciação, em que o sacerdote se submete a ela. A partir de então, a cada ação, haverá um retorno triplicado.
 
Por quê?

Exatamente porque, ao se iniciar, o sacerdote faz um compromisso de ser a representação dos Deuses, e assume responsabilidade perante a Eles. Por isso, não é um juramento a ser feito da boca para fora. A escolha de ser iniciado, ou de se iniciar, exige comprometimento, exige honrar a sua palavra. Por isso o período de dedicação é tão importante. Ele é o período de experiência, para que, ao final dele, você tenha total certeza de sua escolha.

Talvez isso assuste algumas pessoas, mas não é esse o objetivo. O processo de dedicação (e mesmo depois) é realizador. Conhecemos os Deuses, aprendemos muito, conhecemos a nós mesmos. E depois que a Deusa toca o seu coração, você nunca mais será o mesmo.
Aileen Daw
Iniciada da Tradição Caminhos das Sombras

Tradição Hecatina


A Tradição Caminhos das Sombras é uma Tradição Hecatina. Uma Tradição Hecatina é uma tradição que se baseia nas múltiplas faces de Hécate. Creio que podemos resumir o significado disso nos tópicos abaixo.

1. Relação não hierárquica com o masculino. Todas as tradições diânicas possuem em comum uma relação de hierarquia entre o feminino e o masculino, dando supremacia ao primeiro em detrimento do segundo. Elas são uma reação natural ao patriarcado e suas grandes religiões, nas quais as relações de poder exigem submissão por parte das mulheres. Enquanto essa inversão de hierarquia é muito bonita e muito louvável, ela não ajuda em nada e não reflete o equilibro que vemos na natureza. Diana é uma Deusa que nunca teve um consorte, que nunca admitiu a presença de um consorte masculino. Hécate por sua vez teve inúmeros consortes, ela aceita e celebra a presença do masculino ao seu lado. O mesmo vale para Tiamat e Isis. Nosso caminho Hecatino busca refletir esse equilíbrio e a busca por um masculino curado, atuante, o masculino de Osíris e Apsu. Ainda haverá em nossa tradição lugar para as diânicas e para seus círculos e covens apenas de mulheres? Claro, mas elas também deverão buscar curar suas relações com o masculino, mesmo que optem por não cultuá-lo. E saberão que, apesar de vermos a Deusa como a criadora sagrada, seu filho e consorte não é menos importante do que ela.



2. Foco no desenvolvimento mágico. Hécate é a Senhora da Magia. Não pode haver uma tradição Hecatina que não se foque neste aspecto. Existe a possibilidade de um sacerdócio apenas devocional? Claro, mas desde que a pessoa saiba atuar magicamente se for necessário. Haverá lugar na TCS para aqueles que optarem por se concentrar em sua devoção, mas não haverá lugar para aqueles que não souberem fazer magia e não estiverem dispostos a aprender.

3. Foco na diversidade. Hécate é a Senhora dos Caminhos. Uma tradição Hecatina deve ter espaço para que cada pessoa possa trilhar seu próprio caminho. Sim, haverá um treinamento mínimo para dedicados e iniciados, mas sempre haverá espaço para o desenvolvimento pessoal, para a escolha pessoal. Os dedicados terão um grupo mais ou menos fixo de tarefas, mas são livres para executar essas tarefas da maneira que lhes for mais adequada. Os iniciados também possuem uma série de tarefas, mas dentro dela haverá uma série de treinamentos nos sistemas com os quais a pessoa tiver mais afinidade. Teremos magia de Tarot para os adeptos do Tarot, treinamento rúnico para os que sentirem o chamado das runas. Aqueles que quiserem se dedicar ao sacerdócio de uma divindade específica encontrarão espaço e treinamento neste sacerdócio. Aqueles que quiserem cultuar uma Deusa e um Deus diferente a cada roda também. Haverá espaço e treinamento para os que desejarem fazer magia com Dragões, haverá espaço e treinamento para os que quiserem fazer magia com fadas.




4. Foco no auto-conhecimento. Hécate é a Senhora das Máscaras. É preciso se conhecer para reconhecer suas máscaras e as dos outros. Não haverá espaço na TCS para aqueles que não estiverem dispostos a se engajar em um trabalho sério de auto-conhecimento. Como você pode saber se deseja servir esta ou aquela Deusa se você não se conhece o suficiente para saber o que quer de verdade? Como saber o que a Deusa espera de você se você não sabe quem você é? Como treinar outras pessoas e acompanhá-las pela Noite Escura da Alma se você não fez esse trajeto? Só podemos guiar alguém por caminhos que nós mesmos tenhamos percorrido. Fazer diferente seria uma farsa.



5. Foco no caminho do Meio. Hécate é a Senhora das Encruzilhadas. Ela está de pé nas interseções, nos mostrando todas as opções e nos oferecendo e garantindo a escolha. Vamos então usar dessa dádiva e dessa capacidade para escolher o equilíbrio, para buscar a harmonia. Não serviremos à Ordem, com sua disciplina e hierarquia rígidas. Não serviremos aos Caos que alimenta e engrandece os conflitos. Seremos como as sombras, que são parte da luz e da escuridão, vivendo de ambas, alimentando ambas e garantindo que o equilíbrio seja mantido. Em nossas vidas e ao nosso redor.

6. Foco no conhecimento. Hécate é a Senhora dos Portais. Nada abre mais portas na mente e na vida das pessoas do que o conhecimento. Nenhum conhecimento será proibido aos membros da TCS, aqueles que desejarem o treinamento em qualquer modalidade poderão solicitar e se nenhum dos elders souber nada sobre isso, buscaremos aprender juntos.
7. Foco na ética. Hécate é a Senhora da Tocha. Ela guia aqueles que perdem seu caminho ou que se perdem de si mesmos. A TCS será então um farol para mostrar o caminho aos que estão perdidos e um exemplo, que as próximas gerações seguirão. Se pudermos viver por Ma’at, viver de forma íntegra, honesta, respeitando nossos valores e nos mantendo fieis ao que acreditamos, estaremos pavimentando o caminho para os que nos seguirão. Se treinarmos nossos dedicados e iniciados com propriedade, com coerência, respeito e ética, teremos novas gerações de iniciadores capazes de levar nossos ensinamentos aos quatro cantos do mundo e aqueles por eles treinados permanecerão fieis às sementes que plantamos.



8. Foco na aceitação e na liberdade individual. Hécate é a Senhora da Chave. Abriremos nossas portas aos que nos procurarem, respeitando as diferenças entre as pessoas. Mas todos deverão estar cientes do que buscamos e do que a TCS valoriza. Não hesitaremos em trancar fora aqueles que não estiverem dispostos a respeitar nossas diretrizes e crenças. Valorizamos a liberdade, sim, mas existem limites que não devem ser cruzados se violarem aquilo em que a TCS se baseia.

9. Foco no serviço aos Deuses. Hécate é a Guardiã dos Mundos. Seremos também guardiões para os Deuses, guardaremos seus mistérios, seus ritos, seus templos. Seremos instrumentos para a Deusa e o Deus no mundo e no entre-mundos. E serviremos aos Deuses com o máximo de nossas capacidades, para quaisquer tarefas que eles tenham para nós.


sexta-feira, 19 de abril de 2013

GRANDE MÃE...





Grande Mãe!

 É teu nome que invoco!

E pelo poder dos quatro elementos, água, fogo, terra e ar,pela quintessência e pelo Consorte,peço a graça de: ser teu reflexo entre os homens e mulheres da Terra. 

Que eu veja o mundo com seus olhos. Que eu tenha a iniciativa para guiar meu caminho pela estrada mais correta.Conquistar sua proteção.

Fazer o que quiser, sem prejudicar ninguém. 

Ter clareza para discernir a luz da treva.Alcançar com êxito meus desígnios

.Preservar meus amigos. 

Respeitar todo ser vivo na face da Terra e fora dela.Levar o amor dentro e fora de mim.Ter o amor mágico em meu corpo, alma e espírito.

Ser a virgem, a amante, a mãe, a sábia, ter mil nomes


.Expandir idéias e sentimentos em todos os corações.

Ter estabilidade em todos os níveis.Lidar adequadamente com mudanças inesperadas.


Conquistar abundância e prosperidade em todos os níveis.Ter em mim o poder da transmutação


.E também o encanto da sedução e da paixão.

Que eu possa sempre atravessar as brumas,as fronteiras do tempo e do espaço e que se revele o que me é permitido.

Pela Deusa eu caminho

.E nas mãos Dela entrego minha vida.

MEU CORPO É A DEUSA...

MINHA MENTE É A DEUSA...

MINHA ALMA É A DEUSA..

.E ASSIM É...

Chegado o momento de partilhar a paz e o equilíbrio.

É chegado o momento de nós, Bruxos, nos colocarmos em ação, para a era da corrente das ações do coração e da alma. Devemos assumir a responsabilidade da união pelas coisas da Deusa, do respeito humano e dos caminhos de cada um. É chegado o momento do despertar da nossa totalidade e plenitude, com clareza para nos abrirmos para o desconhecido que está por vir nestes novos tempos. Que possamos partilhar a Paz e o equilíbrio......Graça Azevedo, Senhora Telucama -(Suma Sacerdotisa do Templo Casa Telucama)



Sábias como gato...

SEJAMOS SÁBIAS COMO OS GATOS... INTELIGENTES E REQUINTADOS COMO ELES... SERENOS E ATENTOS, INDEPENDENTES E PRONTOS PARA O SALTO SEMPRE QUE FOR PRECISO...


Mulher Despertada para sua Deusa.

"EM CADA CORAÇÃO HÁ UMA JANELA PARA OUTROS CORAÇÕES.ELES NÃO ESTÃO SEPARADOS,COMO DOIS CORPOS;MAS,ASSIM COMO DUAS LÂMPADAS QUE NÃO ESTÃO JUNTAS,SUA LUZ SE UNE NUM SÓ FEIXE." 

(Jalaluddin Rumi) 

A MULHER DESPERTADA PARA SUA DEUSA INTERIOR,CAMINHA SERENAMENTE ENTRE A DOR E AS VERDADES DA ALMA,CONSCIENTE DA META ESTABELECIDA E DA PLENITUDE A SER ALCANÇADA.

BLOG COM MEUS POEMAS:

http://desombrasedeluzanna-paim.blogspot.com/



imagem: Jia Lu, Illuminated

Lilith




É referida como a primeira mulher do bíblico Adão que por sua vez ensinou a ele práticas de sexo não habituais, como o sexo oral, anal e outras formas que ignorando a reprodução estimulava apenas o prazer. Algumas pessoas, ou até mesmo satanistas, quando acabam de entender o arquétipo de Lilith, ao ler livros destinados a isto na literatura satânica, acham que a bruxa satânica, terá que se tornar uma nova Lilith. Ou seja, se tornar a devoradora de homens que terá que antes de tudo se tornar uma expert nas artes sexuais e se vulgarizar, para se tornar cada vez mais ser chamativa ao desejo carnal masculino. Mas a bruxaria satânica vai muito além disto, vai além do próprio arquétipo de Lilith. Uma mulher independente que não aceitava o machismo de Adão e Jeová, então Lilith renegou tudo aquilo que a fazia um ser inferior,e deixando a ilusão de criação e o fanatismo de escravidão. Hoje Lilith é uma das preferidas de Satan. Sendo que em uma passagem (Patai81:455f) ela é acusada de ser a serpente que levou Eva a comer o fruto proibido. No folclore popular hebreu medieval, ela é tida como a primeira esposa de Adão, que o abandonou, partindo do Jardim do Éden por causa de uma disputa sobre igualdade dos sexos, chegando depois a ser descrita como um demônio.
Lilith é também um demônio feminino da mitologia Babilônica que habitava lugares desertos.




 Oração de Lilith

“Grandiosa mãe da rebeldia
Rainha que caminha nos lírios e exala o perfume das rosas,
Cujas maiores armas são a sedução e a beleza,

Ouve minhas súplicas e intercede na minha causa.
Direciona teus olhos flamejantes à floresta de espinhos que me cercam,
Incinere-a e levante o pós às estrelas do alto,
Para que a Lua possa ser meu firmamento mais brilhante.
Traga em teu colo quem decidiu sair do meu,
Prenda-o no berço do meu desejo,
Faça-o sorrir diante a minha imagem
E chorar com minha ausência.
Traga-me as chaves que abrem as arcas que abrigam os tesouros da Terra,
E permita-me glorificá-la no púlpito de minha cama.
A árvore seca germinará novamegue o néctar prepa queimar o jardim da minha luxúria.