Quem sou eu

Minha foto

"Sou uma Bruxa (palavra com muitos significados na linguagem comum) porque uso as energias da natureza e celebro seus ciclos. Meu convívio com estas forças é forte e harmonioso visto que busco nelas as energias para me nutrir e auxiliar a quem necessitar. Minha grande Catedral é o Cosmos e ali estão todas as crenças, religiões e doutrinas que preciso para a evolução da alma. Ali coloco meu coração e recebo as energias para ser feliz. Como Wicca, meu ritual é feito ao ar livre e tenho o Céu (Cosmos) como cobertura e ali referencio a grande Mãe que somada as energias masculinas do Deus Conífero, formam, a meu ver, o equilíbrio necessário entre as forças Yin e Yang"

Selo de Hécate

Selo de Hécate

sexta-feira, 7 de março de 2014

Energia

Alguns tipos de energia que precisamos saber identificar: 


Energia Natural - É a Energia dos elementos da Natureza, como Ervas, Cristais, Componentes animais e também o uso das linhas de força do Planeta, conhecidas como Forças Telúrica.

Energia Elemental - É aquela em que a Bruxa pede ajuda a seres ligados aos Quatro Elementos (Água, Fogo, Terra e Ar), isto é, trabalha com os Gnomos, Fadas, Salamandras, Silfos, Dragões e outros seres do mundo Astral.

Energia Planetária - Como o próprio nome diz, é o trabalho com as Energias dos Planetas. As Bruxas, de um modo especial, trabalham com a chamada Energia Lunar, pois a Lua é um refletor não só da Energia Solar como da Energia de todos os Planetas do nosso sistema.

Energia Divina - É quando a Bruxa trabalha diretamente com os Deuses, evocando seu poder para o trabalho mágico.

Energia Pessoal - É aquela gerada interiormente, ou seja, da própria fonte de Energia interna da Bruxa. Essa Energia é chamada Cundalini no Oriente, e nada mais é do que a energia Sexual do ser humano, que, na verdade, é a nossa maior fonte de Poder Pessoal.
Para resumir, quando a Bruxa ergue o Cone do Poder, ela está gerando seu próprio Poder Pessoal, através da Energia Sexual, ou está drenando Energia de alguma das fontes citadas acima. O mais comum é utilizarmos várias dessas fontes durante um Feitiço. Por exemplo, podemos utilizar a Energia das Plantas e água energizadas pela Lua, carregarmos com nossa Energia Mental, e ainda chamar os Elementais e os Deuses para nos ajudar!
Quando trabalhar com os Deuses, nunca misture Panteões! Na Dúvida, use os termos Deusa e Deus, pois todas as deusas são uma só Deusa, e todos os deuses são o mesmo Deus!
Nunca trabalhe após as refeições, e, no dia dos Feitiços, procure não comer carne ou ingerir bebidas alcoólicas. Evite qualquer tipo de droga ou calmante, e tome somente os remédios estritamente necessários! Nunca faça um Feitiço quando estiver doente ou esgotada fisicamente, a não ser numa emergência! Um Ritual pode consumir muito mais Energia do que uma aula de aeróbica, ou uma partida de futebol! Portanto, não seja como certas pessoas muito Espiritualistas, que descuidam do corpo e depois querem ser Bruxas! Prefira alimentos naturais, tome vitaminas e pratique algum esporte! Aulas de Artes Marciais são ótimas! Se não for possível, pelo menos faça caminhadas, de preferência numa praia ou parque, onde tenha muito verde!
Nunca esqueça de traçar o círculo quando for realizar um Feitiço. Eu costumo sempre chamar os Deuses e Elementais adequados para me auxiliar. Sempre eu tomo um banho antes do Ritual e procuro determinar exatamente o que será feito, para que não haja dúvidas durante a execução.
Se você tiver um Animal Guardião, pode chamá-lo para ficar em sua companhia durante o Feitiço.
Você deve montar o altar com as velas do Deus e da Deusa, colocar pelo menos algum símbolo para os Quatro Elementos, um incenso apropriado, ervas e outros materiais. As ervas devem ser queimadas dentro do Caldeirão. O Fogo deverá ser o foco da sua concentração. Gire em torno dele para criar o Cone do Poder, como já foi explicado. O sucesso de um Feitiço depende muito mais da sua concentração que dos materiais utilizados. A Força da Emoção e da Vontade é essencial para que se consiga bons resultados. Você pode criar um mantra, que será repetido enquanto você gira ao redor do Caldeirão. Esse mantra pode ser uma palavra que tenha a ver com o Feitiço, uma canção ou rima criada de acordo com o seu desejo.
É comum as Bruxas fazerem versos que são recitados durante o Feitiço. Por exemplo:

"Forças da Terra e do Fogo,
Forças da Água e do Vento,
Protejam eternamente
O Amor do meu pensamento."

Á primeira vista, isso pode parecer meio bobo, mas é uma poderosa forma de alterar a sua consciência. Para se fazer um Feitiço é importante que se tenha quatro itens: DESEJO, CONCENTRAÇÃO, VISUALIZAÇÃO E EXPECTATIVA! É preciso ter um forte DESEJO, pois um Feitiço depende muito da carga emocional que você conseguir projetar nele. Você precisa saber exatamente o que você quer e permanecer firme a essa idéia! Também é necessária uma boa dose deCONCENTRAÇÃO para que não se desvie do seu objetivo e possa manter uma imagem fixa do seu desejo durante o Ritual. Para que um desejo atinja os níveis mais profundos de nossa mente é necessário que ele seja expresso em imagens, pois o Inconsciente trabalha através de símbolos e não de palavras. É importante que você consiga fazer umaVISUALIZAÇÃO do seu desejo realizado, num quadro o mais perfeito possível! No começo, pode parecer difícil, mas seria bom fazer alguns elementos de Visualização. Um exercício simples é olhar para um objeto, fechar os olhos e tentar revê-lo novamente com o máximo de detalhes. OU simplesmente tentar criar cenas mentais, o mais exatas possíveis. Mas a boa visualização não significa apenas ver um objeto! Se você está imaginando uma fruta, por exemplo, o certo é você imaginar seu gosto, cheiro, textura, etc. A boa Visualização leva em conta todos os sentidos! Finalmente, você precisa de uma EXPECTATIVA favorável, isto é, você tem de acreditar realmente que seu Feitiço vai funcionar! Muitas vezes, essa é a parte mais difícil, pois seria preciso manter o espírito confiante de uma criança, mas as pessoas, com o passar do tempo, aprendem a duvidar, especialmente se o Feitiço demora um pouco para acontecer! Tudo no Universo tem seu tempo certo, e às vezes temos que ter paciência e esperar o momento favorável. Muitos feitiços que eu fiz no começo de meu trabalho com Feitiçaria não se realizaram por esse motivo! No final do curso existe uma Tabela de correspondências para facilitar o seu trabalho, mas é preciso que você pesquise novos materiais, estude plantas medicinais (especialmente as da sua região) e crie novos Feitiços de acordo com a sua personalidade. A Wicca é um aprendizado constante, um eterno exercício de criatividade! Sempre que encerrar um Feitiço, diga: "Que o meu desejo se realize, para o BEM DE TODOS!" Isso evitará resultados desagradáveis. Por último, é preciso ter paciência e até aprender com os próprios erros, pois, quando se está engatinhando no mundo da Bruxaria, nem tudo corre exatamente como desejamos. Muitas vezes, um Feitiço falha porque você não estava num dia propício, ou precisa um pouco mais de concentração. Isso tudo vem com o tempo.
Muito mais importante é que você consiga se harmonizar com as forças da Natureza. Se liberte de muitos preconceitos e encontre o caminho da Alegria. Que este curso possa se tornar uma pequena semente, o ponto de partida para sua evolução. Um dia, nos encontraremos, e, nesse dia, espero que vocês tenham muito a me ensinar. Que os Deuses estejam em todos os seus caminhos. Que possam encontrar dentro de vocês tudo o que eu não pude ensinar, pois o coração é o melhor professor.

Encanto Colorido Para Dor de Cabeça

Para este encanto, você precisará de tiras de papel ou tecido colorido (vermelho, alaranjado, amarelo, verde, azul, anil e roxo) e um envelope branco para guardar as tiras (você também pode pintar as cores em papel branco, lembre sempre, a sua magia você é quem faz ^^).












Feche os olhos e respire fundo três vezes. Concentre-se em sua dor de cabeça - a intensidade e a localização. Agora, imagine esta dor como um círculo vermelho em sua testa (ou em qualquer outro lugar que a dor esteja mais intensa). Abra os olhos e concentre-se na tira vermelha por um momento. Feche os olhos novamente e imagine a vermelhidão da sua dor de cabeça. Abra os olhos e olhe para a tira alaranjada.   Feche os olhos e veja a vermelhidão de sua dor de cabeça ficando alaranjada. Respire fundo e imagine-se inspirando a cor alaranjada para a área da dor de cabeça. Agora, abra os olhos e olhe para a tira amarela. Feche os olhos e imagine a cor alaranjada da dor de cabeça ficando amarela. Inspire a cor amarela para a área da dor de cabeça. Depois, abra os olhos e observe a tira verde. Feche os olhos e inspire a cor verde para a área da dor de cabeça. Mais uma vez abra os olhos e, dessa vez, olhe para a tira azul. Inspire o azul para a região da dor de cabeça. Abra os olhos e concentre-se na tira anil. Feche os olhos novamente e inspire esta cor para a região da dor de cabeça. Abra os olhos e observe a tira roxa. Feche os olhos e inspire o roxo para a região da dor de cabeça. Finalmente, abra os olhos e concentre-se no envelope branco. Feche os olhos e inspire a cor branca para a região da dor de cabeça durante vários minutos. Respire fundo muitas vezes, então abra lentamente os olhos. Sua dor de cabeça provavelmente terá ido embora.
Guarde o envelope do encanto em um lugar de fácil acesso, em uma gaveta ou uma bolsa, para que você possa utiliza-lo sempre que precisar. Além disso, ao se tornar uma pessoa adepta desse método de cura, você pode simplesmente imaginar as cores através do olho de sua mente, em vez de usar as tiras coloridas. 

OBS: Esse método pode ser usado por não iniciados ^^.

Lua Fora de Curso- O que é?


 É o período em que a Lua está mudando de signo e não faz aspectos com nenhum outro astro até ingressar no signo seguinte. 


 Normalmente a Lua fora de curso ocorre durante um período pequeno de tempo, alguns minutos ou algumas poucas horas. A Lua não faz aspectos com nenhum outro astro até ingressar no signo seguinte e, consequentemente, não há a “teia” ou “trama” que enreda os acontecimentos para que ocorram conforme o esperado e os eventos que não estavam pré-programados fogem à expectativa inicial; aconselhando que se evitem iniciativas para aquilo que queiramos que saia exatamente conforme o que se esperava. 

 Tudo aquilo que exige uma postura mais prática e objetiva fica prejudicado durante esse período em que a Lua está fora de curso. É na verdade um período favorável a uma espécie de retiro, em que prevalece a subjetividade e podemos estar mais atentos ao que se passa no íntimo, exercendo menos controle sobre os fatos externos. 


 Ao que se requer maior atenção, focando o mundo de modo mais objetivo, convém, se possível, postergar em relação a esse período, pois as coisas tendem a sair da rota conhecida para uma posição sem controle e sem definição. 

 Assim, podemos nos atrasar muito em algum encontro, passar por toda a sorte de imprevistos, fazer negócios que não corresponderão às expectativas ou compras que não atenderão ao que esperávamos. É como se os acontecimentos fossem levados a andar sem rumo... fora do curso!

 Durante a Lua fora de curso se possível:

 Evite– compromissos que exijam decisões importantes; abrir algum negócio; mudanças de casa; questões importantes com relação à saúde como cirurgias; início de relacionamentos que se pretende duradouros.

 Faça – meditação; expressão artística; passeios descompromissados; relaxamentos e descansos; continuação de assuntos iniciados anteriormente.



 Texto retirado do blog Feitiços das Letras  
 http://feiticodasletras.blogspot.com.br/