Quem sou eu

Minha foto

"Sou uma Bruxa (palavra com muitos significados na linguagem comum) porque uso as energias da natureza e celebro seus ciclos. Meu convívio com estas forças é forte e harmonioso visto que busco nelas as energias para me nutrir e auxiliar a quem necessitar. Minha grande Catedral é o Cosmos e ali estão todas as crenças, religiões e doutrinas que preciso para a evolução da alma. Ali coloco meu coração e recebo as energias para ser feliz. Como Wicca, meu ritual é feito ao ar livre e tenho o Céu (Cosmos) como cobertura e ali referencio a grande Mãe que somada as energias masculinas do Deus Conífero, formam, a meu ver, o equilíbrio necessário entre as forças Yin e Yang"

Selo de Hécate

Selo de Hécate

sexta-feira, 4 de novembro de 2011


SIMBOLOS DO TETRAGAMMATON


O pentagrama representa o homem auto-realizado. No ângulo superior encontramos os olhos do Pai, o espírito, o poder que dirige e ordena a todas as demais partes; nos braços, Marte é a força, nos pés, Saturno, onde se apoiam os mestres que graças a morte do ego, graças a morte dos defeitos psicológicos obtêm a perfeição, a mestria, por isso se conhece Saturno como o símbolo de magia ( magia = significa magistério, aquele que se conhece a si mesmo).

Podemos observar que a figura a medida que ascende se estreita mais, significa que faz mais difícil e mais íngreme o caminho a medida que vamos nos aproximando de Deus.


(Os sete planetas principais da alquimia: Lua - Mercúrio - Vênus - Sol - Marte - Júpiter - Saturno)

MARTE:o símbolo astrológico e zodiacal do planeta Marte, representando a Força, ou a Energia pura da criação.

SATURNO:representação astrológica e zodiacal do planeta Saturno. é um dos principais símbolos usados na Magia, representando os mestres que anularam o próprio ego e as falhas inerentes ao ser humano, atingindo assim, a perfeição.

SOL E LUA: Posicionados nas linhas verticais do Pentagrama, próximos ao centro da figura, o Sol e a Lua fazem referência aos pólos femininos e masculinos da criação, contidos em todos os organismos, incluindo o Microcosmos e o Macrocosmos.

MERCÚRIO E VÊNUS:Estes símbolos são amplamente encontrados na literatura alquímica e são representações astrológicas e zodiacais destes planetas. Localizados sobrepostos no centro da figura, referem-se í união dos pólos de onde surgirá o Caduceu de Mercúrio.


JEHOVA: Esta inscrição hebraica é um tetragrama pronunciado Jehova (lê-se da direita para a esquerda), sendo mais uma das várias alusões ao "Nome de Deus" (HE-VAU-HE- IOD).

ALFA E ÔMEGA: Alfa e Omega são, respectivamente, a primeira e última letra do alfabeto grego. Esta é uma referência ao princípio e fim de todas as coisas. Alfa está abaixo dos "Olhos do Pai". Omega encontra-se invertido, na base do Caduceu de Mercúrio. Isto pode significar o caldeirão utilizado pelos alquimistas, ou ainda, o caldeirão (útero) da Deusa, para alguns ocultistas.

BINÁRIO: Localizados fora do pentagrama, os números 1 e 2 são referências à bipolaridade; isto é, uma representação de que todas as coisas possuem dois lados. Seguindo este conceito, podemos também compreendê-los como outra manifestação dos pólos masculino e feminino, início e fim, bem e mal, entre outros.

LOGOS: Logos é uma palavra grega que significa razão, mas também é interpretada como "fonte de idéias" e "verbo divino". Associado ao Tetragrammaton, os números 1, 2 e 3 representam respectivamente o Pai, a Mãe e o Filho. Também pode ser interpretado como a Tríade do Cristianismo (Pai, Filho e Espírito Santo) ou como o triângulo, amplamente encontrado nas tradições esotéricas.


"Os olhos do Pai" é a representação do planeta Júpiter. Um tipo de metáfora aos olhos do Criador, o espírito, o poder que coordena tudo e todos.

CÁLICE: O cálice significa o pólo feminino da criação. Na alquimia é utilizado para representar o elemento água.

ESPADA: A "espada de fogo", dentro do contexto alquímico, representa o próprio elemento fogo. Porém, associado ao Tetragrammaton, assume o papel do pólo masculino e do pênis, símbolo de fertilidade entre as antigas tradições.








BÁCULO: Báculo é o bastão comumente usado por Magos. Está dividido em sete escalas representando os estágios de evolução. Na alquimia está relacionado ao elemento Terra.

CADUCEU DE MERCÚRIO:O Caduceu de Mercúrio é o símbolo alquímico da transmutação. Associado aos símbolos superiores de Mercúrio e Vênus, refere-se à criatura, ou seja, o resultado da união entre os pólos feminino e masculino, entre as forças lunares e solares, e o ponto de equilíbrio entre eles. Por estar localizado no centro da figura, também pode ser interpretado como a "coluna vertebral", ou, Kundaline (tantra, lembram?), responsável pela união da energia sexual entre as polaridades.

HEXÁGONO DO MAGO:O hexágono do Mago representa o domínio do espírito sobre a matéria. Na alquimia está relacionado ao elemento Ar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blessed Be!