Quem sou eu

Minha foto

"Sou uma Bruxa (palavra com muitos significados na linguagem comum) porque uso as energias da natureza e celebro seus ciclos. Meu convívio com estas forças é forte e harmonioso visto que busco nelas as energias para me nutrir e auxiliar a quem necessitar. Minha grande Catedral é o Cosmos e ali estão todas as crenças, religiões e doutrinas que preciso para a evolução da alma. Ali coloco meu coração e recebo as energias para ser feliz. Como Wicca, meu ritual é feito ao ar livre e tenho o Céu (Cosmos) como cobertura e ali referencio a grande Mãe que somada as energias masculinas do Deus Conífero, formam, a meu ver, o equilíbrio necessário entre as forças Yin e Yang"

Selo de Hécate

Selo de Hécate

terça-feira, 3 de maio de 2011

A Historia do Budismo de Nitiren. De Shakyamuni até a atualidade.

Buda Shakyamuni e o Sutra de Lótus.
Shakyamuni, também conhecido como Siddartha Gautama, foi o fundador do Budismo. Ele viveu no IV ou V século BC em um reino pequeno aos pés do Himalaia ao sul do que é hoje o Nepal central.

Ele era um príncipe do clã dos Shakya, e era destinado a suceder seu pai, rei Shuddhodana.

Mas, quando jovem, ele começou a ‘acordar’’ e era profundamente perturbado pelo problema do sofrimento humano. Ele almejava deixar a sua vida confortável no palácio e procurar uma solução para os 4 sofrimentos comuns a todas as pessoas: nascimento neste mundo problemático, doença, velhice e morte

Ele renunciou a sua riqueza, títulos e após anos de esforços, perto da cidade de Gaya, ele experimentou uma iluminação profunda sobre a natureza essencial da vida e todas as coisas; para a causa do sofrimento e como resolver esta questão.

Após isso, ele passou aproximadamente 50 anos viajando pela Índia dividindo a sua descoberta com outros. Ele morreu com 80 anos de idade e seus discípulos continuaram a difundir os seus ensinamentos pela Ásia.

As pessoas tendem a associar o Budismo apenas com os ensinamentos de Shakyamuni, porém está atitude negligencia os desenvolvimentos que ocorreram nos períodos posteriores.

A mensagem principal de Shakyamuni está no seu mais elevado ensinamento, o sutra de Lótus. Afirma que a budicidade que é uma condição de absoluta felicidade e liberdade de medos e ilusões, é inerente em todas as vidas e é eterna. Significa que “o Buda” é nada mais que uma pessoa ordinária que é ciente da budicidade em sua vida. O Buda não é um ser especial ou divino.

O desenvolvimento deste estado de vida possibilita todas as pessoas a superarem os seus problemas e viver uma vida plena e ativa, totalmente engajada com os outros e com a sociedade.

Depois de Shakyamuni.
Shakyamuni ensinou vários Sutras até chegar ao Sutra de Lótus.
Depois que ele morreu, o Budismo tomou diferentes formas ao ser propagado.
As principais formas foram a Thevada ou Hinayana (pequeno veículo) e o Mahayana (grande veículo) que foram levadas para a China através da rota da seda.

Os Sutras eram traduzidos em diferentes idiomas e os ensinamentos eram adotados e assimilados a diferentes culturas na Ásia.

Esta é a origem da grande variedade e diversidade de ensinamentos budistas os quais atualmente existem na Ásia.

Quando estes diversos ensinamentos chegaram na China, as pessoas tinham dúvidas sobre qual deles era o verdadeiro ensinamento do Buda. Grandes pensadores, como T’ien-t’ai e Changan estudaram o Sutra de Lótus e confirmaram o status deste como o maior ensinamento do Buda, devido este afirmar que qualquer pessoa pode revelar o estado de Buda na sua vida diária.

Apesar disso, mais tarde o budismo chegou ao Japão com diferentes escolas e cada uma delas declarando a supremacia do Sutra que seguia.

NItiren Daishonin – vida e espírito.
Nitiren nasceu no Japão em 16 de fevereiro de 1222, em um país devastado por conflitos e calamidades onde as pessoas enfrentavam severas condições de vida.

Ele entrou para o Clero ainda garoto e é dito que enquanto ele estudava no templo de Seicho-ji, ele orou para ser a pessoa mais sábia do Japão, para que ele podesse entender os ensinamentos budistas e guiar os seus pais e todas as outras pessoas a iluminação.

Por 14 anos ele viajou pelos principais templos do Japão onde conduziu pesquisas e se convenceu que a chave para transformação do sofrimento das pessoas e o florescimento da sociedade estava no Sutra de Lótus e especificamente no seu título – Myoho-rengue-kyo.

Em 28 de abril de 1253 ele declarou que a prática correta do budismo nesta era é a repetição da frase Nam-myoho-rengue-kyo, a qual possibilita qualquer pessoa alcançar a iluminação e a felicidade plena, manifestando o estado de Buda e ganhando a força e a sabedoria para enfrentar qualquer adversidade.

Nitiren desafiou as tradicionais escolas budistas que serviam os interesses dos poderosos e encorajou pacificamente as pessoas em dificuldades.
Após isto, uma serie de perseguições começaram, as quais serviram para confirmar que Nitiren estava agindo de acordo com os ensinamentos do Sutra de Lótus, o qual incluía uma advertência das dificuldades em propagar a sua verdade fundamental no futuro.

Em 1260 ele submeteu seu tratado ‘Estabelecendo o ensinamento correto para a paz na terra’ para a pessoa mais poderosa do governo, pedindo ao governo para que tomasse a responsabilidade pelo sofrimento das pessoas e para que usasse a sua filosofia como remédio para a situação.
Nitiren foi exilado 2 vezes pelo governo, sofreu ataques violentos e inúmeros dos seus discípulos foram executados. .Ele se recusou comprometer os seus princípios para se reconciliar com o governo.

Durante o seu segundo exílio na ilha de Sado, ele continuou a escrever cartas de inspiração e encorajamento para os seus seguidores, entre elas encontramos alguns dos seus mais importantes trabalhos.

Em 1274 o governo o libertou, afirmando que ele não tinha feito nada de errado e ele se dirigiu para o Monte Minobu de onde continuou a treinar os seus discípulos e a escrever cartas de encorajamento para aqueles que praticavam os seus ensinamentos.

Ele inscreveu o Dai-Gohonzon em 12 de outubro de 1279 para que todas as pessoas podessem ter um meio de revelar a natureza de Buda inerente. Ele morreu rodeado dos seus discípulos mais próximos no dia 13 de outubro de 1282.

Kosen-rufu, movimento internacional da Soka Gakkai.
O budismo de Nitiren foi passado de geração a geração no Japão por 700 anos até que uma sociedade de pessoas comuns, a qual ficou conhecida como Soka-Gakkai (Sociedade de Criação de Valores) começou a propagar os seus ensinamentos em 1930.

A Soka-Gakkai foi fundada pelos educadores Makiguchi e Josei Toda que encontraram similaridades entre os ensinamentos de Nitiren e a filosofia educacional que defendiam. Eles desafiaram o governo militar durante a segunda guerra mundial e foram aprisionados; o primeiro presidente da sociedade, Makiguchi, morreu na prisão em 18 de novembro de 1944.

Após a guerra, a constituição Japonesa permitiu a liberdade religiosa e Toda reconstruiu a Soka-Gakkai como um movimento para pessoas em todos os aspectos da sociedade, não apenas para educação. Quando ele morreu em 2 de abril de 1958 a organização já tinha crescido mais do que seu objetivo de 750.000 famílias e até tinha membros eleitos para o parlamento.

Daisaku Ikeda se tornou o terceiro presidente da SG em 3 de maio de 1960 quando ele tinha 32 anos. Na sua liderança, a organização cresceu rapidamente e expandiu para outros paises. Em 1975 a SG internacional foi estabelecida e ele se tornou o seu primeiro presidente. Existem hoje 12 milhões de membros em 188 paises e territórios e o presidente Ikeda vem conduzindo diálogos com lideres de diversas áreas – cultura, educação e política ao redor do mundo.

Ele também fundou a Universidade Soka e escolas Soka, associação de músicos, Tokyo Fuji museu de arte e o instituto de filosofia oriental.

A SGI continua seu desenvolvimento como a organização da revolução humana, da reforma interna do ser humano, e do estabelecimento da budicidade como o estado de vida fundamental – baseado nos ensinamentos de Nitiren Daishonin.




Budismo Hoje.

No Sutra de Lótus, o objetivo daqueles que eram para propagar os seus ensinamentos no mundo esta encapsulado na frase Kosen-rufu – significa ensinar e propagar a lei budista. Este também é o objetivo da SGI, ensinar a lei universal do Nam-myoho-rengue-kyo pelo mundo.

Abaixo seguem algumas palavras extraídas de artigos escritos pelo presidente Ikeda, onde ele explica o significado do Kosen-rufu:

Para tornar não apenas nós mesmos felizes mas, possibilitar que outras pessoas também se tornem felizes. Trazer harmonia para a nossa comunidade local, e ajudar que a nossa nação floresça e traga paz para todo o mundo. A vida daqueles que meditam o Nam-myoho-rengue-kyo e trabalha para atingir estes objetivos, pulsa com fé que é dedicada a realizar o kosen-rufu. (NL 4584)

"O Kossen-rufu é um empreendimento audaz e longo o qual é conduzido na sociedade, no mundo real. Kosen-rufu é uma batalha pela paz e justiça a qual nós devemos lutar incessantemente contra a negatividade e as forcas destrutivas que se encontram no mundo. Portanto, temos de mostrar a prova, em todos os campos de atividades, do princípio 'o que importa no budismo é a vitória ou a derrota'. Não temos escolha a não ser conquistar a vitória em todo esforço que empreendermos. É por isso que a felicidade individual, a prosperidade da sociedade e o amplo desenvolvimento do Kossen-rufu podem ser construídos somente sobre a base do triunfo.
NL 5226 e A Grande Correnteza para a Paz, vol. II, pág. 316.

Aqueles que tiverem uma grande filosofia, um grande ideal e uma grande religião são sem duvidas vitoriosos como seres humanos.
NL 5226
Budismo é uma religião que começou a quase 3 mil anos e a sua filosofia prática é ainda aplicada na nossa vida diária.

O Budismo de Nitiren, como foi difundido no movimento da SGI, ensina o potencial ilimitado de cada ser humano e a transformação interna a qual contribui ao mesmo tempo para a paz mundial; possibilitando que as pessoas desenvolvam a si mesmas e tome responsabilidade pelas suas próprias vidas, não importando quais as circunstâncias ou acontecimentos passados.(Tradução dos estudos introdutórios da SGI-UK)




Ao Iluminado Mestre Sidarta Gauthama e ao amigo Sérgio Carvalho, meu amor e eterna GRATIDÃO! Flávia Sexas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blessed Be!