Quem sou eu

Minha foto

"Sou uma Bruxa (palavra com muitos significados na linguagem comum) porque uso as energias da natureza e celebro seus ciclos. Meu convívio com estas forças é forte e harmonioso visto que busco nelas as energias para me nutrir e auxiliar a quem necessitar. Minha grande Catedral é o Cosmos e ali estão todas as crenças, religiões e doutrinas que preciso para a evolução da alma. Ali coloco meu coração e recebo as energias para ser feliz. Como Wicca, meu ritual é feito ao ar livre e tenho o Céu (Cosmos) como cobertura e ali referencio a grande Mãe que somada as energias masculinas do Deus Conífero, formam, a meu ver, o equilíbrio necessário entre as forças Yin e Yang"

Selo de Hécate

Selo de Hécate

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Como Consagrar os Instrumentos Mágicos


Materiais: um copo de água, três incensos de cravo,um pires com sal, uma vela vermelha.
Acenda a vela e os incensos,feche os olhos imaginando um círculo de luz ao seu redor e diga:
"Que este círculo de luz esteja ao meu redor durante o decorrer deste rito de consagração. Eu invoco à Deusa Mãe e o Deus Pai para que se unam a mim e abençoem os instrumentos que serão consagrados e dedicados ao trabalho da arte neste momento. Eu invoco a magia dos quatro elementos da natureza para que tragam sua força e seu poder nestes instrumentos mágicos".
Toque o instrumento a ser consagrado no sal que se encontra no pires e diga:
-"Pelo poder da terra eu o consagro, abençôo e purifico. Que sua memória passada seja anulada, para que você seja dedicado aos trabalhos sagrados da Grande Mãe. Que assim seja, que assim se faça!"
Passe o instrumento na fumaça do incenso e diga:
-"Pelo poder do ar eu o consagro, abençôo e purifico. Que sua memória passada seja anulada. Eu o dedico à Grande Deusa do círculo do renascimento e ao Deus fertilizador.Que assim seja e que assim se faça!"
Passe o instrumento na chama da vela e diga:
-"Pelo poder do elemento fogo eu o consagro, abençôo e purifico. Que sua memória passada seja anulada,pois a partir de agora você é um instrumento de força e poder da senhora e do senhor.Que assim seja e que assim se faça!"
Respingue um pouco de água no instrumento e diga:
-"Pelo poder do elemento água eu o consagro, abençôo e purifico. Que sua memória passada seja anulada pois agora você é um instrumento dedicado à arte da Deusa e carrega o poder e a magia.Que assim seja e que assim se faça!"
Eleve agora o instrumento dizendo:
-"Pelos poderes do alto e dos céus resplandescentes de luz eu o consagro à serviço da grande Mãe!"
Toque o instrumento no chão e diga:
-"Pelos poderes de baixo e do submundo eu o consagro e dedico à arte antiga."
Sopre no seu instrumento dizendo:
-"Pelo meu próprio poder eu o consagro e lhe dou vida com este sopro para que você responda só para mim, me ajude e me proteja. Que assim seja e que assim se faça!"
*Guarde com carinho e respeito seus instrumentos mágicos.

Roupa de Bruxa

Esta é uma parte opcional para os bruxos.
Em algumas tradições os bruxos praticam seus rituais
"vestidos de céu", ou seja, nus.
A justificativa para este ato, é a crença de que a roupa
impede que a energia criada pelo nosso corpo circule
corretamente, e todos nus, se igualam à Deusa.
Outras tradições, fazem o uso de túnicas, mantos e jóias.
O uso ou não de roupa, é uma escolha absolutamente pessoal,
e cada um deve agir conforme melhor se sentir.

Bolline

É uma faca de cabo branco. É utilizada na colheita de
ervas, na construção de talismãs e amuletos mágicos.
É um instrumento opcional, pois muitos bruxos usam
o athame.

Bastão

O bastão representa o fogo,e é posicionado no ponto cardeal
sul,e com ele traçar símbolos no solo e no ar,e consagrar alimentos
que são ingeridos ao final de cada ritual.
Você pode fazer seu bastão,as melhores madeiras são:
macieira, carvalho, goiabeira, figueira ou salgueiro.
Sua utilização é semelhante ao athame.

Vassoura

É usada em ritos de purificação de lugares carregados, serve
para limpar o local onde será realizado o ritual. Chama-se fazer
"varredura".
Na época da Inquisição a vassoura foi utilizada para esconder o
bastão mágico, cuja ponta fica sob suas cerdas.
É um símbolo feminino de poder.
Devem ser feitas pelo seu próprio dono de uma forma bastante
simples: um cabo de madeira, vários galhos secos e um barbante
para amarrar os galhos. Os mais usados são: manjericão (árvore
símbolo da Deusa), bétula (representa o nascimento), teixo (árvore
da morte e da reencarnação), artemísia (afasta negatividade,é uma
erva sagrada da Deusa), sabugueiro (relacionado à lua), ou salgueiro
(relacionado à lua e à Deusa).

Caldeirão


É a quinta essência sagrada, o símbolo do ventre da Deusa.
Com ele nos tornamos semelhantes à Deusa, pois nos tornamos
capazes de tudo transformar, moldar e mudar.
É nele que fazemos os feitiços, queimamos pedidos, sortilégios,
e fazemos unguentos para a cura.
Os caldeirões variam de tamanho e podem ser usados desde os
pequenos para o altar até os grandes para o chão.
É usado colheres de pau, para trabalhar com caldeirão.
Este termo provém do inglês: "book of shadows", e é um arsenal importante para todo bruxo.
Serve para guardar todas as artes que o bruxo desenvolve,todos encantamentos aprendidos, as invocações,e
todas as informações com relação à bruxaria.
Diário do mago, onde se registra os sonhos e os possíveis significados.
Livro para guardar como um histórico de iniciação.

Athame

Representa o ar, e é utilizado para traçar o círculo, direcionar energias, invocar, consagrar.
É um punhal com dois gumes. Ele fica no ponto leste do altar.
Representa a alma do bruxo.
O athame não é usado para nenhum corte físico.
As correntes tradicionais wiccas concordam que
instrumentos mágicos só devem ser utilizados com propósitos ritualísticos.

Cálice

Representa o elemento água e fica no ponto oeste do altar. Geralmente são usados dois cálices: água e vinho.
Aquilo que é invocado pelo athame está contido no cálice
ele é o receptáculo dos nossos desejos, ele potencializa a
realização.
É um instrumento que representa o útero da Deusa,cheio de vida!
O cálice junto com o athame, são instrumentos usados para simbolizar o "Grande Rito"- a união do princípio feminino (Deusa), com o princípio masculino (Deus), de
onde surge a vida.

Representa o elemento da terra, por isso é colocado no ponto
norte do altar. É com ele que carregamos magicamente um amuleto
ervas, talismãs, um cristal, e qualquer objeto utilizado no ritual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blessed Be!