Quem sou eu

Minha foto

"Sou uma Bruxa (palavra com muitos significados na linguagem comum) porque uso as energias da natureza e celebro seus ciclos. Meu convívio com estas forças é forte e harmonioso visto que busco nelas as energias para me nutrir e auxiliar a quem necessitar. Minha grande Catedral é o Cosmos e ali estão todas as crenças, religiões e doutrinas que preciso para a evolução da alma. Ali coloco meu coração e recebo as energias para ser feliz. Como Wicca, meu ritual é feito ao ar livre e tenho o Céu (Cosmos) como cobertura e ali referencio a grande Mãe que somada as energias masculinas do Deus Conífero, formam, a meu ver, o equilíbrio necessário entre as forças Yin e Yang"

Selo de Hécate

Selo de Hécate

sexta-feira, 10 de junho de 2011



A Besta de Gévaudan

criatura legendária que aterrorizou a cidade de Gévandan na França entre os anos de 1764 e 1767, matando mais de 100 pessoas (apesar de apenas 60 casos podem ser inquestionavelmente atribuídos ao animal). O interessante desta caso é que não existe dúvidas sobre a existência da besta no ponto de vista histórico: os ataques existiram e foram documentados, os corpos das vítimas foram achados e estudados, as vítimas que sobreviveram descreveram o animal que os atacou, e posteriormente o animal foi caçado, morto (duas vezes) e teve seu corpo exibido (duas vezes).

O animal foi descrito na maior parte das vezes como um lobo do tamanho de um cavalo. A cabeça era mais marrom do que o resto do corpo, com a mandíbula sempre aberta, orelhas curtas e retas, peito grande e branco, o rabo longo, espesso com a ponta branca. Suas as garras eram tão grandes que algumas testemunhas chegaram a dizer que ele tinha cascos ao invés de patas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Blessed Be!